Missão médica portuguesa destaca avanços técnicos do HAN no tratamento de patologias nas crianças

Cidade da Praia, 11 Abr (Inforpress) – Uma missão portuguesa, que se encontra em Cabo Verde, composta por dois médicos pediatras, apontou hoje avanços técnicos do Hospital Agostinho Neto (HAN) no tratamento de patologias nas crianças, destacando também qualidades na prestação dos serviços.

A informação foi dada à imprensa, pela porta-voz da missão do Hospital Dona Estefânia, Fátima Alves, durante o balanço das actividades realizadas no Hospital da Praia, no âmbito do protocolo entre Cabo Verde e Portugal no domínio da saúde.

A missão tinha como objectivo melhorar a saúde das crianças do país portadoras de patologias de foro urológico, patologia cirúrgica neonatológica e pediátrica, bem como realizar acções de formação com vista a capacitar os profissionais de saúde local.

Nesta linha, Fátima Alves explicou que a formação foi direccionada à discussão de casos clínicos, colocando as hipóteses de tratamento, para depois, consoante a prioridade na urgência da resolução, ou pela idade do paciente, fazer-se a distribuição dos doentes para se iniciar as cirurgias.

“Durante esses dias fizemos cirurgias em patologias muito variadas, desde a parte renal, bexiga e má formação genito urinárias, principalmente da uretra.

Segundo a mesma fonte, a missão pôde constatar conhecimentos adquiridos pelos técnicos cabo-verdianos de saúde, com resultados satisfatórios, tendo em conta que fundamental “é capacitar os mesmos para resolução dos problemas que existem”.

“Já conseguem fazer, com segurança, patologia de ambulatório, e estamos convictos que ao final de três anos os técnicos conseguirão resolver 90 por cento (%) dos casos com sucesso”, avançou.

Por sua vez, o director clínico do HAN, Victor Costa, acredita que já se desenvolveram competências consideráveis, comparada coma a primeira missão, lançando que a parceria irá continuar para se tirar cada vez mais “melhorares proveitos”.

De realçar, que esta missão faz parte de um projecto de cooperação entre Portugal e Cabo Verde no domínio da Saúde 2018-2020, que surgiu após um primeiro contacto no terreno efectuado em Maio de 2016, integrado num protocolo de cooperação entre os ministérios da Saúde de Cabo Verde e de Portugal.

Essas acções irão proporcionar uma melhor qualidade de prestação de cuidados, contribuindo para a poupança de recursos financeiros locais, como consequência a redução das evacuações externas.

HR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos