Ministro realça mudanças enquanto PCA do Hospital da Praia pede mais investimentos

Cidade da Praia, 22 Jan (Inforpress) – O ministro da Saúde realçou hoje os ganhos e mudanças conseguidos no sector da saúde relativamente à capacidade de respostas enquanto o PCA do Hospital da Praia pediu mais investimentos para a melhoria da qualidade dos cuidados prestados.

“Os ganhos reflectem o trabalho árduo, eficiência e determinação, e culminam todo um processo de reestruturação e recuperação financeira e organizacional que iniciou em 2016, permitindo resgatar o hospital de uma situação financeira difícil”, disse.

Segundo o governante, que falava na cerimónia de inauguração de algumas valências do Hospital, a mudança é uma missão para quem sabe transformar para o melhor, corrigir o que não está bem e fazer com que haja crescimento em todos os sentidos, beneficiando servidores do sector e utentes.

Face a isso, augurou que o Hospital Dr. Agostinho Neto continue a mudar e a crescer, ganhando “mais e melhor capacidade” de respostas e novas competências para melhor servir a população.

“Esta reestruturação e reorganização das estruturas de saúde, por níveis de atenção, mais do que um desafio, são um processo que deve ser continuado. É sobre esta visão que assinamos a portaria que altera os estatutos dos hospitais centrais que irá, entre outros ganhos, permitir a implementação do seu regulamento interno e a inauguração do seu quadro pessoal”, ajuntou.

Com isso, elencou algumas mudanças e reforço da capacidade de resposta para as áreas de cardiologia, neurocirurgia e oftalmologia, assim como maior aposta na formação e capacitação dos recursos humanos.

Já para o PCA do Hospital da Praia, Imadoeno Cabral, o compromisso da sua equipa é continuar a modernizar os serviços do hospital para melhor servir a população.

“Esta é a melhor forma de apresentar os 100 dias de trabalho da actual direcção que comprometeu tudo fazer para continuar a modernizar os serviços do Hospital da Praia com a vanguarda dos profissionais da saúde, visando um hospital de referência em termos de cuidados para a população da ilha de Santiago, Sotavento e de Cabo Verde no geral”, observou.

Imadoeno Cabral referiu-se aos equipamentos adquiridos que, no seu ponto de vista, irão garantir melhor funcionalidade das redes dos serviços do hospital, com foco nos resultados, começando pela melhoria das infra-estruturas físicas, aquisição de equipamentos de diagnósticos modernos e integração digital para maximizar a funcionalidade dos equipamentos e serviços.

A aquisição do aparelho de Tomografia Axial Computadorizada (TAC), segundo informou, vai permitir aumentar a capacidade de resposta em termos de exames de TAC em 5 mil exames por ano, enquanto os aparelhos do laboratório para exames clínicos representam um incremento de 3 mil para cem mil por mês.

“Para acompanhar os investimentos precisamos continuar a investir no internamento, na qualificação dos profissionais de saúde deste hospital e nas áreas críticas de forma a harmonizar e melhorar o desempenho em termos de qualidade dos cuidados de serviços prestados”, concluiu.

PC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos