Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministro nega informação de que Cadastro Social Único não será aceite no sector da saúde a partir de Janeiro de 2022

Cidade da Praia, 16 Nov (Inforpress) – O ministro da Saúde negou hoje a informação de que o Cadastro Social Único (CSU) não vai ser aceite pelo sector para benefícios sociais a partir de Janeiro 2022, como vem sendo veiculado.

Em declarações à Inforpress, para reagir a denúncias de cidadãos beneficentes do CSU, devido a avisos em hospitais e centros de saúde de que o instrumento não teria validade a partir de Janeiro de 2022, Arlindo do Rosário explicou que a advertência devia referir-se a alterações por que irá passar o documento.

“O que está a ser feito é uma revisão do cadastro para que seja mais justo e responda, de facto, àquilo que são os seus objectivos face ao público-alvo”, disse.

Face a esse problema, a Inforpress registou a preocupação da cidadã Isa Lopes, que afirmou ter sido informada no Centro de Saúde onde leva a sua criança de que a partir de Janeiro de 2022 o cartão de CSU não seria aceite.

A mesma inquietação tem Magda França, uma vendedora ambulante, que diz ter sido comunicada a ver seu cartão CSU porque não teria validade no sector da saúde a partir de 2022.

O Cadastro Social Único é um instrumento de registo que permite aceder aos benefícios sociais, desde que o grupo-alvo para o qual se encontre direccionado esteja enquadrado nos critérios do benefício a receber.

Em Cabo Verde estão inscritos no CSU, a nível nacional, mais de 19 mil famílias.

PC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos