Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministro da Saúde são-tomense discorda totalmente de plantação de canábis no país

São Tomé, 21 Jul (Inforpress) – O ministro da Saúde de São Tomé e Príncipe, Edgar Neves, disse hoje discordar totalmente da plantação de canábis para fins medicinais no país, um projecto polémico sobre o qual o Governo ainda não decidiu.

“Este é um tema delicado e vou manifestar a minha opinião pessoal. (…) Eu, pessoalmente, discordo totalmente porque os custos são muito maiores do que os eventuais benefícios que possa vir a ter”, comentou, em entrevista, o governante.

Em causa está um projecto de plantação de canábis, que é defendido pelo ministro da Agricultura. O Governo já veio dizer que não legalizou o cultivo desta planta no país.

Edgar Neves ressalvou conhecer os benefícios da utilização de canábis para fins medicinais e também reconheceu que o projecto tem capacidade de melhorar a economia do país.

“Mas é preciso agora colocar tudo isso na nossa realidade (…) e neste sentido conhecemos bem as nossas fraquezas em termos de poder gerir com rigor”, disse.

A incapacidade de controlar a produção e impedir que a população, essencialmente jovem, tenha acesso à canábis, é o principal argumento apresentado pelo governante, que tutela o Instituto da Droga e da Toxicodependência.

O presidente da Assembleia Nacional, Delfim Neves, afirmou esta semana ser contra esta plantação, e o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe, no poder, também se demarcou do projecto.

Inforpress/Lusa/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos