Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministro da Saúde defende criação de laboratório de comprovação da qualidade do medicamento

 

Cidade da Praia, 18 Out (Inforpress) – O ministro da Saúde e da Segurança Social defendeu hoje, na Cidade da Praia, a criação de um laboratório de comprovação da qualidade, segurança e eficácia do medicamento como instrumento de suporte à tomada de decisão.

Arlindo do Rosário, que falava no acto de abertura do fórum sobre a importância do Sistema Nacional de Farmacovigilância, criado recentemente em Cabo Verde, advogou, igualmente, a instituição de programas activos de vigilância baseados na farmacoepidemiologia, visto que o planeamento das actividades antes da aprovação dos medicamentos beneficiará a saúde pública.

Segundo o ministro, torna-se necessário, ainda, impulsionar a elaboração de diretrizes de boas práticas de farmacovigilância e o desenvolvimento de sistemas de gestão de riscos eficazes no país.

Para o governante, a incorporação da farmacovigilância na rotina da vigilância sanitária, dos profissionais de saúde, dos usuários e dos serviços de saúde, promoverá mais um mecanismo para o alcance da promoção e proteção da saúde pública em Cabo Verde.

“É preciso intervir para garantir a qualidade e segurança dos medicamentos como um fim em si mesmo, mas também, como garante de que os utentes não estarão sujeitos a um risco inevitável”, sublinhou.

No seu discurso, o governante considerou ser fundamental que haja mecanismos eficazes que permitam avaliar e controlar o grau de segurança do uso clínico dos medicamentos, visando prevenir ou reduzir os efeitos nocivos sobre o paciente e assim melhorar a saúde pública.

Para Arlindo do Rosário, um sistema de farmacovigilância bem organizado e com qualidade na sua intervenção “é, indiscutivelmente”, um instrumento de suma importância para a redução das taxas de morbidade e mortalidade associada ao uso de medicamentos, através da detecção precoce de problemas de segurança desses produtos para os pacientes.

O fórum de sensibilização sobre a importância do Sistema Nacional de Farmacovigilância é promovido pela Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares (ARFA).

O evento, subordinado ao tema “Farmacovigilância: Que responsabilidades? Que impacto?”, tenciona ser um espaço para o debate sobre a farmacovigilância, reunindo representantes das ordens profissionais, da profissão médica, farmacêutica e da enfermagem e ainda, da indústria e distribuição de medicamentos.

O fórum conta com a participação de oradores da Universidade de Lisboa (Portugal) e da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), do Reino Unido.

JL/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos