Ministro reconhece necessidade de se continuar a reabilitar mais escolas para melhorar sistema educativo

Cidade da Praia, 11 Mar (Inforpress) – O ministro da Educação, Amadeu Cruz, reconheceu hoje a necessidade de o Governo continuar a trabalhar na reabilitação de mais estabelecimentos de ensino e criação de condições, visando melhorar o ambiente e o sistema educativo em Cabo Verde.

Este governante fez estas declarações à imprensa, no âmbito da visita que efectuou hoje às escolas básicas e secundária no concelho de Ribeira Grande de Santiago, no quadro da avaliação do funcionamento do ano lectivo 2021/2022 e preparação do próximo ano lectivo.

Segundo disse, das visitas efectuadas às várias escolas do País, ficou evidente que as mesmas têm funcionado na normalidade, acrescentando que no município de Ribeira Grande de Santiago as escolas têm funcionado “bem”, contribuindo assim para elevar o nível da educação a nível nacional.

“Temos tido parcerias com a câmara municipal que tem possibilitado transportes escolares que tem funcionado dentro da normalidade, as cantinas escolares funcionam aqui no conselho disponibilizando refeição quente desde o pré-escolar até o 12º ano de escolaridade, os indicadores de aproveitamento escolar apontam no bom sentido, ou seja, estamos a alcançar os resultados não obstante o contexto da covid-19 em que vivemos”, declarou Amadeu Cruz.

Conforme lembrou, nos últimos anos o Governo tem apostado na reabilitação das escolas nos diferentes concelhos, mas reconheceu que é preciso continuar a reabilitar, frisando que a constatação das necessidades permite mobilizar mais parcerias visando promover a qualificação do sistema educativo.

“Não mostramos só aquilo que está bem, mostramos o país real para podermos ter a noção daquilo que é a situação nacional para podermos mobilizar as parcerias necessárias para continuar a qualificar o sistema de ensino através da reforma curricular que está em curso, reabilitar as escolas para termos um ambiente acolhedor nas escolas, equipar os laboratórios”, afirmou o ministro.

O Governo, prosseguiu, vai continuar a trabalhar para garantir o reforço da melhoria do sistema de aprendizagem, promoção de acções de formação de professores e resolução e estabilização da carreira docente.

“Estamos a resolver as pendências e vamos continuar a resolver. Dentro de dias, publicaremos actos administrativos a favorecer os professores, a resolver as pendências dos professores e assim continuaremos até 2023 para podermos ter a estabilização do sistema revisão do estatuto, docente para podermos ter também a profissão dos professores dignificada”, ressalvou.

Quanto à Escola Secundária de Salineiro, o ministro da Educação reconheceu a necessidade de se construir o bloco administrativo da referida escola, que a mesma vem satisfazendo as necessidades actuais do concelho de Ribeira Grande de Santiago, mas que é preciso perspectivar e melhorar as condições em matéria de laboratórios e de instalações administrativas.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos