Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministro da Administração Interna congratula-se com ajuda alimentar doada pela China

Cidade da Praia, 08 Fev (Inforpress) – O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, congratulou-se hoje, com a ajuda alimentar doada pela China, uma oferta de 1.318 toneladas de arroz, referindo que o donativo irá beneficiar muitas famílias que se encontram em situações mais complicadas.

Paulo Rocha falava à imprensa, após a cerimónia do acto de entrega das 1.318 toneladas de arroz ao Governo de Cabo Verde pela República Popular da China, que aconteceu na cidade da Praia.

Na ocasião, o governante explicou que esta ajuda se insere na “boa relação de cooperação” entre os dois países, indicando que o produto agora doado vai ser destinado ao Programa Nacional de Ajuda Alimentar Escolar, como também ao apoio às câmaras municipais e ONG.

Sem precisar a forma de distribuição do donativo, avançou que o objectivo passa essencialmente pelo reforço do combate ao insucesso escolar e todas as associações que diariamente lidam com pessoas que carecem desse tipo de ajuda.

Já o presidente da FICASE, Albertino Fernandes, disse que as parcelas vão ser divididas conforme a resolução do Conselho de Ministros, tendo sido beneficiada com 34 por cento (%) a entidade que representa.

“Este donativo praticamente cobre todas as necessidades da FICASE, nós já há três anos, com este donativo, deixamos de comprar arroz para o nosso programa, dando prioridade a outros produtos”, disse.

Por sua vez, o embaixador da China em Cabo Verde, Du Xiaocong atestou que esta é a terceira doação, enquanto representante chinês no arquipélago, salientando a disponibilidade chinesa em ajudar Cabo Verde na vertente do reforço alimentar.

À semelhança dos anos anteriores, o referido donativo será para reforçar o programa nacional de Alimentação escolar, apoiar as câmaras municipais, instituições e ONG que trabalham com idosos, crianças e pessoas em situação vulnerável, bem como as populações a nível nacional afectadas pelo mau ano agrícola.

As 1.318 toneladas de arroz estão avaliadas em cerca de 1.500.000 dólares.

HR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos