Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministro afirma que situação social e económica de Santo Antão ainda sente os efeitos da pandemia

Ribeira Grande, 01 Set (Inforpress) — O ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, Fernando Elísio Freire, afirmou hoje na cidade da Ribeira Grande que a situação social e económica da ilha de Santo Antão está ainda a sentir os efeitos da pandemia. 

“Por isso, fazemos estas visitas para reforçar aquilo que são as políticas sociais que materializamos nos três municípios da ilha de Santo Antão”, justificou o governante.  

Fernando Elísio Freire que falava à impressa, após visitar os centros de dia do concelho da Ribeira Grande declarou que o Governo vai alargar a rede de cuidadores de pessoas com deficiência, idosas e de crianças e também vão estudar a possibilidade de ter um primeiro lar de idosos na ilha em 2022. 

“Vamos criar uma parceria com as câmaras municipais para termos aqui em Santo Antão um primeiro lar de idosos porque já justifica este investimento, pela realidade social e idade da população” salientou o ministro.  

Neste sentido, Fernando Elísio Freire garantiu que o Governo já reforçou o número de cuidadores com uma formação para 85 cuidadores que, segundo o mesmo, irão satisfazer a ilha nesta fase difícil de pandemia.  

“Podemos dizer que ser cuidador é uma profissão do futuro e para isso estamos a regulamentar e criar todas as condições para a sua efectivação. Já temos pronto um decreto-lei que cria a carteira profissional dos cuidadores, que regulamenta o acesso à profissão, as condições requeridas para o seu exercício e, a partir daí, criaremos todas as condições para haver mais qualidade em tudo aquilo que são os serviços de cuidados”, afiançou o ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social. 

Fernando Elísio Freire reiterou que o objectivo do Governo com a ilha de Santo Antão nos próximos tempos será “reforçar” todas essas políticas e fazer com que os efeitos sobre essas pessoas sejam as “menores possíveis”. 

“Estamos a conseguir num ambiente extremamente difícil e de restrições tanto a nível social com económico” garantiu.

LFS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos