Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministro admitiu que o maior desafio do País é desconcentrar o turismo das ilhas do Sal e Boa Vista

Cidade da Praia, 25 Set (Inforpress)- O ministro do Turismo e Transportes admitiu hoje que o maior desafio do País é desconcentrar o turismo nas ilhas do Sal e Boa Vista e permitir que as restantes tenham acesso a este sector de actividades.

A afirmação foi feita por Carlos Santos durante a abertura das actividades comemorativas do Dia Mundial do Turismo, celebrado a 27 de Setembro sob o lema “Turismo e Desenvolvimento Rural”.

“Nós temos um desafio muito grande que é a questão da desconcentração do turismo das ilhas do Sal e da Boa Vista, precisamente porque essa excessiva concentração acaba por trazer uma migração rural muito forte, cria uma pressão muito grande no meio urbano nessas ilhas e leva a desertificação das ilhas de onde partem os jovens”, constatou.

A ideia, segundo o governante, é densificar o turismo em Cabo Verde, ou seja, permitir que todas as ilhas possam ter acesso a este sector de actividades de modo a combater a pobreza, fixar a população e um desenvolvimento mais harmonioso.

Avançou que o Governo definiu a diversificação dos produtos como um dos elementos fundamentais para o desenvolvimento sustentável do turismo, e irá apostar fortemente no seguimento do turismo de natureza e rural de modo a combater a pobreza.

Segundo Carlos Santos, os números da pobreza em Cabo Verde demonstram que no meio rural é onde há uma maior incidência dos pobres, e nas ilhas com maior incidência do turismo constatou-se uma redução considerável da pobreza.

“É do interesse do Governo fazer com que o turismo vá também para o meio rural, para levar mais empregos, procurar trazer e enaltecer aquilo que é o património cultural e natural que, normalmente, fica esquecido se nós não tivemos essa capacidade de levar a clientela para motivar as pessoas a vender esse produto”, referiu.

O governante reconhece que o lema “Turismo e Desenvolvimento Rural” desafia a todos a terem um olhar especial sobre a questão da diversificação do turismo, ciente que a diversificação é o caminho certo e ideal para combater a pobreza.

Esta ano, o tema escolhido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) para celebrar o Dia Mundial de Turismo é “Turismo e Desenvolvimento Rural”, no sentido de demonstrar o papel único que o turismo desempenha ao fornecer oportunidades fora das grandes cidades e preservar o património cultural e natural em todo mundo.

O tema deste ano ganha especial pertinência uma vez que países do mundo inteiro buscam o turismo para impulsionar a recuperação económica, que está em baixa, perante a situação da pandemia da covid-19.

AV/DR
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos