Ministério elege programa operacional de turismo e zona económica aérea da ilha do Sal como principais projectos para 2022

Cidade da Praia, 29 Jan (Inforpress) – O Ministério do Turismo e Transportes elegeu o programa operacional de turismo para o horizonte 2022/2026 e a criação da zona económica aérea da ilha do Sal como os dois principais projectos a serem concretizados neste ano.

A informação é do administrador executivo do Turismo em declarações à Inforpress para falar das decisões do primeiro Conselho do Ministério reunido na Praia sexta-feira, 28, que tinha na agenda como ponto de debate o balanço e a análise das actividades realizadas em 2021 e o plano de actividades para 2022.

Constou ainda da agenda de análise do Conselho do Ministério a procura do reforço da produtividade e articulações necessárias em torno da implementação dos projetos em curso, no quadro da retoma do sector do Turismo e Transportes em contexto da pandemia e pós/pandemia.

“O plano de actividades para este ano reúne projectos que já estavam nos masters planos e ao qual foram acrescentados outros do Ministério, do Governo e institutos já que o turismo é um sector transversal”, disse.

Francisco Martins considerou ainda o balanço de 2021 como “bastante positivo”, tendo em consideração a situação pandêmica, levando a que o ministério concentrasse os seus esforços na valorização dos profissionais do turismo.

“Nós fizemos formação de Santo Antão à Brava dos que vivem do turismo, dos taxistas, dos polícias de fronteira, dos directores de hotéis e hiacistas”, afirmou, assegurando que no total mais de três mil profissionais ligados ao turismo receberam formação.

Esta medida, segundo o administrador executivo do Turismo, serviu para dotar os profissionais que servem o turismo de mais competência e conhecimento a nível de história, línguas e cultura.

“Isso mostra a preocupação com a qualidade e a requalificação da oferta do turismo para Cabo Verde”, ressaltou.

Ainda Francisco Martins a nova Lei Orgânica trouxe à tona um Ministério do Turismo e Transportes mais focalizado na diversificação do produto turístico, já que um dos problemas do País é a diversificação da economia e do próprio turismo, cujo foco tem sido a oferta “Sol e Mar” nas ilhas do Sal e Boa Vista.

“Agora o ministério vai apresentar um programa de diversificação a nível dos produtos e que será mais ligada à natureza, ecoturismo, turismo de caminhada, aquático, da gastronomia e outros”, concluiu.

O Conselho Consultivo reuniu todos os players do sector permitindo considerações e esclarecimentos importantes à volta das várias propostas e apresentação que visam melhorar o sector do turismo e transportes aéreos.

O Conselho do Ministério é um órgão consultivo de natureza técnica e administrativa, integrado pelo ministro, dirigentes dos serviços centrais, assessores e dirigentes dos organismos autónomos da administração indirecta sob a superintendência do ministro.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos