Ministério de Educação apresenta Gabinete e Agência para regulação do ensino superior

 

Cidade da Praia, 14 Jun (Inforpress) – O Ministério da Educação fez hoje, na Cidade da Praia, a apresentação pública do Gabinete de Ciência, Tecnologia e Inovação (GCTI) e a Agência Reguladora do Ensino Superior (ARES) para promover a pesquisa e inovação.

Em declarações aos jornalistas antes da cerimónia, que decorreu no Palácio do Governo, Maritza Rosabal esclareceu que se trata de instrumentos de gestão para o ensino superior nos próximos anos e com a subsidiação do Governo e da União Europeia.

Segundo a ministra, esse gabinete vai, igualmente, fazer a articulação com o sector privado para a promoção da pesquisa.

“Isto é muito interessante porque é um gabinete que vai gerir um fundo para apoiar os pesquisadores individuais, assim como as pesquisas da universidade”, precisou, considerando que vai ser “crucial” para a implementação do ensino superior e que se pode evoluir para uma “instância independente”.

Maritza Rosabal esclareceu, ainda, que esta estrutura de funcionamento vai fazer todo o processo de acreditação das instituições e dos diplomas, assim como a validação de todas as universidades.

“Por isso, é um instrumento muito importante e a comissão instaladora está a trabalhar para criar todas as condições para montar efectivamente esta agência de regulação do ensino superior”, notou.

Este projecto foi apresentado num ateliê que se enquadra dentro do programa do Governo da IX Legislatura que elege medidas de políticas para garantir a   regulação do ensino superior e alavancar a pesquisa cientifica, nas instituições universitárias em Cabo Verde.

OM

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos