Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministério da Saúde está a preparar estudo de seroprevalência para conhecer a circulação do novo coronavírus no país – INSP

Cidade da Praia, 20 Mai (Inforpress) – O Ministério da Saúde está a preparar um estudo de seroprevalência para conhecer a circulação do novo coronavírus no país, revelou hoje a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), Maria da Luz Lima.

Na habitual conferência de imprensa para balanço da situação da covid-19 no País, Maria da Luz Lima informou que este estudo vai ser realizado em parceria com o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a responsável, este estudo tem de ser “muito bem preparado” e ter o aval do Comité de Ética do Ministério da Saúde e de outros parâmetros que têm de ser seguidos.

“Este estudo poderá dar, realmente, uma ideia real da situação do país no que diz respeito à prevalência do vírus “, observou.

Em relação aos testes rápidos Maria da Luz Lima esclareceu que devido à sua baixa sensibilidade e especificidades a sua aplicação tem que ser muito cuidada, porque pode dar negativo numa fase em que uma pessoa ainda não desenvolveu anticorpos.

Por outro lado, a responsável a reiterou apelo ao compromisso de cada cidadão com as medidas preventivas, sobretudo neste momento em que o estudo de emergência tem algumas restrições.

“É importante nunca esquecer a higiene das mãos regularmente e a utilização de máscaras”, indicou a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública chamando a atenção para alguns desrespeitos ao distanciamento físico e confinamento domiciliar.

O director do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças, Jorge Noel Barreto, disse que se alargou a realização de testes para pessoas assintomáticas, que não entravam nos critérios dos casos suspeitos, assim como testes rápidos para investigar a amplitude da propagação da infecção na comunidade.

Acrescentou que também se alargou a definição dos casos suspeitos para a pneumonia ou qualquer situação clínica com demonstração respiratória que seja necessário o internamento e a realização de um teste de rastreio.

Cabo Verde regista o número total de 349 casos confirmados acumulados de covid-19, distribuídos pelas ilhas de Santiago (290, sendo 282 na Praia, dois no Tarrafal, quatro e São Domingos e dois em Santa Cruz), da Boa Vista (56) e de São Vicente (três).

Destes casos testados positivos, há a registar 85 recuperados e três mortes – um cidadão inglês, na ilha da Boa Vista, e dois cabo-verdianos, na Cidade da Praia.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de mais de 323 mil mortos e infectou mais de 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos