Ministério da Justiça quer moldar formação jurídica para ensinamento no sector da educação

Cidade da Praia, 06 Mai (Inforpress) – A ministra da Justiça anunciou hoje, na Praia, o desejo de moldar a formação jurídica para o sector da educação por forma a que seja trabalhada nas escolas e comunidades ajudando as crianças a entender o fenômeno VBG.

Joana Rosa manifestou este desiderato em declarações à imprensa, após sair de um encontro que manteve esta tarde com a ex-Presidente da Finlândia e membro do World Leadership Alliance-Club de Madrid (WLA-CdM), Tarja Halonen.

“A Violência com Base no Género (VBG) é uma matéria de preocupação nacional e os seus efeitos nefastos para a sociedade e a família nos interpela a melhor trabalhar para responder às demandas”, disse, regozijando-se com a preocupação e disponibilidade da ex-Chefe de Estado da Finlândia em ajudar na implementação de projectos concretos nesta matéria.

Enquanto Ministério da Justiça assegurou que têm estado a trabalhar a vertente legislativa e de prevenção, assim como projectos voltados para os agressores que estão submetidos a medidas outras ou em reclusão nas cadeias.

“Trabalhamos a parte de ponto de vista social, o meio onde estão inseridos, ou seja, os reais problemas para a reinserção social e integração dos condenados da VBG”, acrescentou.

Congratulou-se ainda com a boa vontade de Tarja Halonen em ajudar Cabo Verde a conseguir financiamento para a implementação dos programas existentes no domínio da VBG e da violação sexual contra menores.

Além da educação, a ministra da Justiça, realçou ainda a pretensão de trabalhar com a comunicação social na divulgação dos manuais sobre VBG e nas medidas de prevenção.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos