Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministério da Família e inclusão Social une-se a parceiros para capacitar agentes que prestam assistência às crianças em movimento

 

Cidade da Praia, 21 Out (Inforpress) – O Ministério da Família e Inclusão Social promove, de 23 a 25, na Cidade da Praia, e nas ilhas do Sal e da Boa Vista, uma cação de formação , visando reforçar a capacidade técnica dos agentes que prestam assistência directa às crianças em movimento.

O evento a ser organização em parceria com a Organização Mundial para as Migrações (OIM) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) visa, ainda, garantir que os direitos das crianças em movimento sejam respeitados.

A acção de formação, segundo uma nota de imprensa, é uma iniciativa financiada pelo Governo da Suécia, que incidirá sobre os direitos das crianças e as directrizes de assistência direta, incluindo a determinação do seu melhor interesse e destina-se aos representantes das instituições públicas e da sociedade civil.

E porque a protecção das crianças em movimento é uma prioridade comum da OIM e do UNICEF a nível global, acrescenta o documento, as duas agências das Nações Unidas estão a identificar áreas prioritárias para uma colaboração mais próxima, visando assegurar o acesso a uma assistência e protecção adequadas, assim como respostas de ajuda face aos desafios que as afectam.

A OIM e o UNICEF já implementaram mecanismos de cooperação formal e informal a nível mundial visando auxiliar e proteger as crianças, independentemente do seu status migratório.

De momento , as duas agencias das NU estão a estruturar e aprofundar a sua parceria na região da África Ocidental e Central, reforçando as suas colaborações sistemáticas e previsíveis tanto a nível regional como nacional.

No contexto da África Ocidental e Central, milhares de crianças deslocam-se todos os anos, internamente ou internacionalmente, com seus familiares ou sozinhas, para buscar uma melhor educação, oportunidades socioeconómicas, ou para fugir da violência, conflitos ou desastres naturais.

PC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos