Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministério da Cultura e Câmara de Santa Catarina alinham expectativas em relação ao novo mandato (c/áudio)

Assomada, 23 Jul (Inforpress) – O ministro da Cultura, Abraão Vicente, reuniu-se hoje em Assomada, com a presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina para alinharem as expectativas em relação ao mandato, com foco nos projectos “estruturais” existentes, mas que precisam ser melhorados.

Em declarações à imprensa à margem da visita, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas explicou que a sua visita a este município do interior de Santiago, teve como foco essencial alinhar as expectativas em relação a este mandato, com foco nos projectos “estruturais” existentes e que devem ser melhorados, nomeadamente o Museu Norberto Tavares.

Além do encontro com a equipa camarária liderada por Jassira Monteiro, Abraão Vicente visitou o Centro Cultural Norberto Tavares (CCNT), a Biblioteca Municipal, a Zona Pedonal, o Cineclube e a Igreja de Nha Santa Catarina, Cabeça Carreira.

Sobre o CCNT, informou que o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e a edilidade santa-catarinense vão trabalhar todo o conteúdo temático e melhorar a parte do museu da cidade.

Em relação ao Cineclube, onde o pelouro da Cultura pretende criar a Escola de Artes e Ofícios de Santa Catarina, Abraão Vicente adiantou que a mesma vai ainda ser transformada num “pequeno auditório”.

Na ocasião, adiantou ainda que Santa Catarina vai ter o seu “passeio da fama” com nomes de “grandes artistas” locais e com dimensão nacional e de políticos como os falecidos António Mascarenhas e José Alves Fernandes, e entre outros por identificar.

Relativamente às obras da Igreja de Santa Catarina, cuja entrega está prevista para o dia da santa padroeira, a ser assinalado a 25 de Novembro, o governante admitiu que não obstante as obras estarem na “fase final” poderá haver atrasos, tendo em conta que o montante necessário para a sua conclusão não consta no Orçamento Rectificativo.

Nesse sentido, disse acreditar que num “djunta-mon” (união) com a edilidade santa-catarinense vão “fazer pressão” para que haja recursos financeiros para a conclusão das obras dentro do prazo inicialmente previsto.

No entanto, o titular da pasta da Cultura assegurou que há “sensibilidade” por parte do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e do ministro das Finanças, Olavo Correia, para que as obras sejam entregues ainda este ano.

Na ocasião, Abraão Vicente informou ainda que o Governo quer que o Museu da Tabanca, sito em Chã de Tanque, Santa Catarina, seja “epicentro” da candidatura deste género musical e a manifestação cultural de Cabo Verde, que é Património Nacional a Património Imaterial da Humanidade da Unesco.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos