Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ministério da Cultura celebra contratos com 13 escolas e associações da região Fogo/Brava

São Filipe, 28 Mai (Inforpress) – O Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas celebra, quarta-feira, 29, em São Filipe, contratos com 13 escolas e associações da região Fogo/Brava, beneficiando 355 crianças e jovens, no montante de cerca de quatro mil contos.

O contrato é assinado entre a coordenadora do Programa de Acesso à Cultura (BA- Cultura), Indira Monteiro Lima, e representantes das escolas e associações, sendo 12 da ilha do Fogo e uma da ilha Brava, em acto presidido pelo titular da pasta da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

Segundo uma nota de imprensa, no município de São Filipe o contrato será celebrado com duas escolas de músicas (Bokarrom e Beltchés), com um total de 82 alunos bolseiros, sendo 30 raparigas e 52 rapazes nas áreas de música – violão, cavaquinho, teclado e voz.

Para tal, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas atribui um apoio financeiro de pouco mais de um milhão de escudos (1.080 contos).

Igual montante é disponibilizado ao município dos Mosteiros onde foram seleccionadas cinco escolas/associações, entre elas as associações Bem Servir Mosteiros, Juvenil Relva, e de Desenvolvimento Comunitário de Pai António – Escoa de Artes Plásticas e Reciclagem, e duas escolas a Skola di Arti (escola de arte) – Nelson Marcelino e Scola di Musica – Burcan (escola de musica vulcão).

O total de alunos bolseiros é de 111, dos quais 22 são do sexo feminino e restante do sexo masculino, cobrindo áreas de música (violão, violino, cavaquinho, teclado, bateria e percussão), dança, artes em pele (calçado), reciclagem e pintura.

Ao município de Santa Catarina do Fogo cabe a fatia maior, 1.503 contos para cinco escolas/associações seleccionadas, nomeadamente a Escala Maior de Santa Catarina, Associação Juvenil Nova Geração, Escola de Música Ritmo de Burcan (vulcão), Escola de Dança Nova Geração e o grupo “Um bem de longe!”.

Aqui são 153 alunos bolseiros, sendo 67 do sexo feminino e 96 do sexo masculino, cobrindo as áreas de música (violão, teclado e percussão), teatro e danças tradicionais.

Na ilha Brava apenas uma escola de música, com um total de nove alunos bolseiros, dos quais duas raparigas, foi seleccionada, cobrindo a área de música (violão, violino, guitarra, teclado e bateria), sendo que o valor do financiamento é de menos de 100 mil escudos (81 contos).

Até este momento, o Ministério da Cultura e das Industrias Criativas informa que já assinou contratos com mais de meia centena de escolas/associações (53) cobrindo perto de dois mil alunos bolseiros (1810) das ilhas de Santiago, São Nicolau, São Vicente e Maio.

O programa BA – Cultura tem como objectivo, segundo o programa do Governo da IX Legislatura, apoiar a criação, produção e difusão das artes, assim como a consolidação, dinamização e desenvolvimento sustentado das actividades artísticas.

O Governo, lê-se na nota, estabeleceu o regime de atribuição de apoio financeiro às entidades que exerçam actividades de carácter profissional de criação, design, artes criativas, artes plásticas, dança, fotografias, música, teatro e linguagem corporal.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos