Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Mercado da Língua Portuguesa regressa a Cascais com novidades e em formato presencial

Cidade da Praia, 14 Jul (Inforpress) – O município de Cascais, em Portugal, promove nos dias 22 e 23 de Julho, o Mercado da Língua Portuguesa em formato presencial, que terá mostras de artesanato, gastronomia, música, dança e literatura dos países lusófonos.

Segundo uma nota informativa da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) o evento que visa homenagear a língua portuguesa e a união das várias culturas pelo mundo, pretende divulgar o artesanato, a dança, a literatura, a música e os sabores de todos os continentes.

“Após um ano em que fizemos uma versão online do Mercado da Língua Portuguesa, regressamos com mais força e energia, e com mais novidades.”, lê-se na nota, que adianta que esta é uma iniciativa da UCCLA, realizada em parceria com a Câmara Municipal de Cascais.

A mesma fonte informa que nos dias 22 e 23 de Julho, das 10:00 às 22:30, no espaço interior do Mercado da Vila de Cascais, estarão expostas mais de 40 bancas de artesanato e gastronomia, acrescentando que haverá música de artistas dos diferentes países de língua portuguesa.

A UCCLA é uma associação intermunicipal de natureza internacional, criada a 28 de Junho de 1985. Assinaram o acto de fundação, as cidades de Bissau, Lisboa, Luanda, Macau, Maputo, Praia, Rio de Janeiro e São Tomé/Água Grande.

A União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa tem sido palco de frutuosa e intensa acção de intercâmbio e cooperação, assumindo a missão de contribuir para o desenvolvimento e o bem-estar das suas populações.

As suas acções, no âmbito da prevenção, saúde e educação, cultura, infra-estruturas, saneamento e ambiente, reabilitação e património, formação empresarial e autárquica, e institucional, têm-se desenvolvido ao longo dos 33 anos no universo das suas cidades-membro e, de forma muito positiva, têm contribuído para fomentar o entendimento, a cooperação e o desenvolvimento económico entre os seus municípios membro.

CM/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos