Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Médio Oriente: Chefes da diplomacia da UE debatem hoje escalada de violência em Gaza

Bruxelas, 18 Mai (Inforpress) – Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) reúnem-se hoje, por videoconferência, para debater a escalada de violência na Faixa de Gaza entre israelitas e palestinianos, uma reunião de emergência convocada pelo chefe da diplomacia europeia.

Esta videoconferência extraordinária dos chefes da diplomacia da UE arranca pelas 14:00 em Bruxelas (13:00 em Lisboa) e deve-se à “escalada em curso entre Israel e a Palestina e ao número inaceitável de vítimas civis”, anunciou o Alto Representante para a Política Externa, Josep Borrell, durante o fim-de-semana na sua conta na rede social Twitter.

Segundo Josep Borrell, nesta reunião realizada à distância, os ministros europeus da tutela vão “coordenar e discutir a maneira como a UE pode contribuir para pôr fim à violência actual”.

Os 27 países da UE têm frequentemente dificuldades em encontrar uma posição comum sobre o conflito israelo-palestiniano, com países como a Alemanha, a Áustria ou a Eslovénia a apoiarem firmemente o direito de Israel a defender-se, enquanto outros exortam o Estado hebreu a demonstrar contenção.

Controlada pelo movimento radical islâmico Hamas desde 2007, a Faixa de Gaza é um enclave palestiniano sob bloqueio israelita há mais de uma década e onde vivem cerca de dois milhões de pessoas.

A nova escalada no conflito israelo-palestiniano provocou, na Faixa de Gaza, a morte a cerca de 200 palestinianos, incluindo crianças, bem como mais de 1.300 feridos.

Os actuais combates, considerados os mais graves desde 2014, começaram a 10 de Maio após semanas de tensões entre israelitas e palestinianos em Jerusalém Oriental, que culminaram com confrontos na Esplanada das Mesquitas, o terceiro lugar sagrado do Islão junto ao local mais sagrado do judaísmo.

Ao lançamento maciço de foguetes por grupos armados em Gaza em direcção a Israel opõe-se o bombardeamento sistemático por forças israelitas contra a Faixa de Gaza.

O conflito israelo-palestiniano remonta à fundação do Estado de Israel, cuja independência foi proclamada em 14 de Maio de 1948.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos