ME entrega novos materiais didácticos do 5ª ao 8ª ano para reforço de capacidades na gestão dos recursos hídricos

 

Cidade da Praia, 27 Set (Inforpress) – O Ministério da Educação entregou hoje materiais didáticos aos coordenadores e professores do 5º ao 8ª ano das ilhas de Santiago, Santo Antão, Sal e São Vicente, visando reforçar as capacidades educativas na gestão dos recursos hídricos.

Os kits pedagógicos são constituídos por fichas didáticas, DVD, vídeos de desenhos animados, banda desenhada denominada “aguinha” e jogos didáticos, que foram entregues para a comunidade educativa cabo-verdiana no âmbito do projecto ISLHAáGUA.

Este projecto, coordenado pelo Instituto Tecnológico de Canárias e apoiado pela União Europeia, visa reforçar as capacidades de gestão dos recursos hídricos de Cabo Verde, com o apoio às políticas inclusivas na África.

Na ocasião, a directora nacional de Educação, Adriana Mendonça, explicou que esta iniciativa representa o reforço da cidadania do hábito do ensino e aprendizagem das ciências, numa perspectiva diferenciada e com recursos aos materiais didácticos de extrema qualidade.

A responsável explicou que estes kits pedagógicos visam proporcionar uma dinâmica diferenciada no âmbito da disciplina de Ciências da Terra e da Vida, com acções de formação aos coordenadores e professores das ilhas de Santiago, Santo Antão, Sal e São Vicente.

Sublinhou que o objectivo essencial é desenvolver e aprofundar as capacidades dos professores e coordenadores no âmbito das suas áreas de especialidade para dinamizarem novos recursos didáticos.

“Esses recursos vão passar através de sports publicitários na Televisão de Cabo Verde (TCV),  que vão ser acompanhados pelas crianças, pelos pais e encarregados de educação, no sentido de criar uma outra dinâmica nas escolas e na sociedade na preservação da água”, esclareceu.

Contudo, Adriana Mendonça reforçou que todas as escolas estão a fazer a sua parte no melhoramento das parcerias e nas opções metodológicas, visando uma resposta mais adequada no reforço da preservação da água.

“Efectivamente este projeto é muito importante porque demonstra que a escola está a trabalhar para promover iniciativas que têm a ver com o desenvolvimento da educação em prol de algo que é tão precioso para o país, como é a agua “, notou.

Por sua vez, a cônsul de Espanha em Cabo Verde, Jawme Puyoles, disse que se trata de um projecto que permite levar às escolas ferramentas para a formação de alunos a nível de um recurso muito importantes para Cabo Verde.

Conforme indicou, para a sua materialização este projecto contou com a colaboração da Agência Nacional de Água e Saneamento, na assessoria de gestão e qualidade de água no abastecimento urbano e do Ministério da Educação, no trabalho de formação junto dos coordenadores e professores.

São no total 166 kits que vão ser distribuídos às escolas a nível nacional e que, além de serem utilizados no âmbito da disciplina Ciências da Vida, podem ser utilizados também no enriquecimento curricular, conforme considerou a diretora nacional da educação.

O projeto é fruto da cooperação entre Canárias (Espanha) e Cabo Verde, tendo como beneficiários o Ministério da Educação, através da Direção Nacional da Educação e a Agência Nacional de Água e Saneamento (ANAS).

OM/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos