Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

MCCR apresenta queixa à PJ pedindo investigação a casos de envenenamento de cães e gatos

Cidade da Praia, 02 Dez (Inforpress) – O Movimento Civil das comunidades Responsáveis (MCCR) apresentou uma queixa crime à Polícia Judiciária (PJ) pedindo a investigação de casos de envenenamento de cães e gatos na cidade da Praia, revelou Carmelinda Gonçalves, da associação.

Em declarações à Inforpress, a responsável disse que uma grande quantidade de cães, gatos e outros animais foi morta nos últimos dias por envenenamento, situação essa que considera “desumana” e constitui um “perigo” para a saúde pública.

Carmelinda Gonçalves explicou que as denúncias foram feitas nas redes sociais do MCCR por moradores e cuidadores de animais das comunidades das diversas zonas da capital do país.

“Uma grande quantidade de veneno está sendo colocada nos espaços públicos por cidadãos desconhecidos e os animais, com ou sem supervisão de seus cuidadores ,têm tido acesso a este veneno e têm tido uma morte em extremo sofrimento”, afirmou.

Carmelinda Gonçalves disse que “infelizmente” não tem a ideia de quem está a cometer “esta barbaridade”, mas avançou que já apresentaram uma queixa à Polícia Judiciária a solicitar a investigação deste “crime horrível”.

Por outro lado, apelou à sociedade em geral a estar vigilante e a denunciar caso souber a origem do veneno ou desconfiar de alguém que pudesse estar envolvido neste acto criminoso.

“Trata-se de cidadãos que obtiveram o veneno ilegalmente, e ilegalmente têm infestado a cidade da Praia, desde o Plateau à Uni-Piaget, Calabeceira, Caiada, Fonton e várias outras áreas, colocando a saúde pública em perigo iminente, assim como a própria vida”, apontou.

Considerou que o veneno colocado nos espaços públicos é muito forte e eficaz e representa um perigo muito grande não só para os animais como à saúde pública.

Carmelinda Gonçalves acrescentou que na última quinta-feira receberam mais denúncias por parte dos moradores da zona de Caiada de que algumas aves e porcos morreram também nas mesmas circunstâncias.

O Movimento Civil das Comunidades Responsáveis é uma iniciativa civil para o desenvolvimento sustentável, ambiente, hábitos de consumo, lixo, reciclagem e toda a problemática ligada à Mãe Terra na sequência da actividade humana, com foco particular nos animais.

AV /JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos