Marrocos acusa Argélia de expulsar 55 sírios

 

Rabat, 23 Abr (Inforpress) – Marrocos acusou hoje a Argélia de ter expulsado um grupo de 55 sírios, incluindo mulheres e crianças “numa situação muito vulnerável”, para “semear a confusão” na fronteira e “gerar um fluxo migratório incontrolável”.

Segundo um comunicado do ministério do Interior marroquino, os cidadãos sírios foram “expulsos” pela Argélia numa zona fronteiriça perto de Figuig (nordeste), “contrariando as regras de boa vizinhança defendidas por Marrocos”.

Em declarações à agência France Presse, um responsável de uma associação desta localidade, que pediu o anonimato, descreveu que no sábado os migrantes estavam numa “terra de ninguém” entre os dois países, sem acesso a água nem alimentos.

A fronteira terrestre entre os dois países rivais do Magrebe está fechada desde 1994.

As autoridades marroquinas afirmam que Argel “cercou” os migrantes, divididos em vários grupos, para os forçar a abandonar o país e, num comunicado, “denunciam os comportamentos desumanos das autoridades argelinas em relação a estes imigrantes”, com “mulheres e crianças numa situação muito vulnerável”, forçados a fazer este trajecto com os “constrangimentos” do terreno acidentado e do calor.

Numa nota divulgada no sábado à noite, o ministério dos Negócios Estrangeiros marroquino exprimiu “profunda preocupação”, indicando ter feito chegar ao embaixador da Argélia “depoimentos e imagens que provam que estas pessoas atravessaram território argelino antes de tentar chegar a Marrocos” com a aprovação das autoridades argelinas.

“A Argélia tem de assumir a responsabilidade política e moral em relação a este caso”, considerou o Governo marroquino.

“A situação humanitária do povo sírio não deve ser um elemento de pressão ou chantagem” nem ser usada para “criar problemas nas fronteiras marroquina-argelina”, considerou o executivo de Rabat, que sustentou ainda que estas acções pretendem apenas “suscitar um factor de atracão e gerar fluxos migratórios maciços e incontroláveis” para Marrocos.

Lusa/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos