Marisa Guião de Mendonça regozija-se com a distinção com “Medalha de Dedicação” atribuída pelo Governo cabo-verdiano (c/áudio)

Cidade da Praia, 25 Jan (Inforpress) – A ex-directora executiva do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), Marisa Guião de Mendonça, regozijou-se hoje, com a condecoração com a “Medalha de Dedicação” que lhe foi atribuída pelo Governo de Cabo Verde.

Marisa Guião de Mendonça se expressava em declarações à imprensa, antes da cerimónia de distinção pelo Governo, pelas “excepcionais qualidades e espírito de respeito e dedicação” no desempenho de funções como directora executiva do IILP, órgão da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, durante o seu mandato em Cabo Verde.

“É uma honra que vem selar um grande compromisso meu para com Cabo Verde, não só a nível profissional, mas pessoal também. Espero ter feito para o merecer, mas espero do outro lado da África, em Moçambique, saber continuar a levar este país às minhas gentes”, disse.

Marisa Guião de Mendonça realçou ainda o facto de que em Cabo Verde foi-lhe permitido ser uma cidadã plena, o que a levou a “sentir e viver o arquipélago”.

Por tudo isto, revelou que num espírito de “djunta mon” desenhou e iniciou outros projectos que serão fundamentais para uma maior e melhor promoção da língua portuguesa.

“De Cabo Verde não partirei nunca, a minha alma fica aqui. Cabo Verde é ‘nha terra e nha crecheu’”, garantiu.

Já o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, começou a sua mensagem augurando à condecorada os maiores sucessos profissionais na nova missão que irá abraçar e pediu que continue a manter “Cabo Verde no coração”.

“Esta distinção é justa, é um estímulo e incentivo para que continue a desempenhar com dedicação outras missões que lhe seja atribuída. Também é um estímulo e incentivo para o seu sucessor sabendo que o IILP é uma construção nunca acabada, mas um grande desafio que a comunidade de Língua Portuguesa abraçou”, disse.

Marisa Mendonça destacou-se, também, no desempenho para a implementação e promoção internacional da Língua Portuguesa, assim como pelo seu dinamismo e empenho no crescimento e desenvolvimento do diálogo cultural entre os povos da CPLP.

Na sua missão à frente do IILP contribuiu para a continuidade e consolidação da acção cultural, com a adopção do Plano de Acção de Lisboa juntamente com o Plano de Acção de Brasília, assim como na promoção da recomendação do Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa(VOC), e dos Vocabulários Ortográficos Nacionais(VON).

Marisa Mendonça nasceu em Moçambique, é doutorada em Educação, com vasta formação complementar e experiência em gestão, e foi nomeada directora executiva do Instituto Internacional da Língua Portuguesa, na Cimeira da CPLP, em 2014, em Díli, e reconduzida para o segundo mandato na XI Conferência dos chefes de Estado e do Governo de CPLP que decorreu em 2016, em Brasília.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos