Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Marinha Portuguesa contempla fuzileiros navais da Guarda Nacional com equipamentos marítimos  

Cidade da Praia, 01 Fev (Inforpress)  –  O Ministério da Defesa de Portugal entregou hoje, no Porto da Praia, um donativo à congénere cabo-verdiana, que inclui equipamentos marítimos para fuzileiros navais, destinada à guarda cabo-verdiana, e máscaras individuais de protecção à covid-19

Segundo o embaixador de Portugal em Cabo Verde, António Moniz, foram doados pela Marinha Portuguesa às Forças Armadas dois botes de fuzileiros e diversos materiais de mergulho, bem como 9.500 máscaras de protecção à covid-19, no âmbito do Acordo de Cooperação no domínio da Defesa, entre os dois países.

O acto enquadra-se na Iniciativa Mar Aberto, que tem o propósito de contribuir para o esforço integrado de obtenção de conhecimento situacional marítimo, desenvolvimento científico e segurança cooperativa da comunidade internacional na região central do Oceano Atlântico.

O director nacional da Defesa enalteceu a importância deste donativo, por considerar que o material irá servir “muito bem” às Forças Armadas, principalmente à Guarda Costeira, sobretudo dada a sua escassez no mercado nacional.

O coronel Armindo Miranda ressaltou a relevância destes equipamentos no sentido de contribuírem para o reforço da protecção dos militares no alto-mar, ciente que “quanto mais protegidos estiverem, melhor estarão capacitados para cumprirem às missões”.

Os materiais, referiu, serão direccionados ao Estado Maior das Forças Armadas para a sua “devida alocação”, consoante às necessidades, nesta altura da pandemia da covid-19

Por seu lado, o  director técnico do projecto 2 de Cabo Verde explicou que os equipamentos ofertados e que chegaram a País a bordo do navio hidrográfico Almirante Gago Coutinho, que se encontra no porto da Praia em missões da Iniciativa Mar Aberto, destinam-se a missões várias, entre elas apoio à fiscalização e vistoria a bordo de outros navios a partir da Guarda Costeira.

Pedro Rodeia Ribeiro explicitou ainda que estes materiais serão aproveitados pelos fuzileiros para procederem a desembarques, a partir de outros navios ou da costa, já que os botes motores têm vários propósitos, porquanto “servem várias missões, inclusive a fiscalização de pesca e de controlo das actividades marítimas, “ilícitas ou não”.

Os equipamentos de mergulho, referiu, vão dotar as secções de mergulho das Forças Armadas

O navio português Almirante Gago Coutinho encontra-se em Cabo Verde nas últimas semanas em missão nas águas territoriais de Cabo Verde a fazer um levantamento dos mares no País.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos