Mais de três mil clientes já aderiram à tarifa social, perdão de dívidas e religação da electricidade – Responsável

Cidade da Praia, 18 Fev (Inforpress) – Mais de três mil clientes já aderiram à tarifa social, perdão de dívidas e religação da electricidade, informou hoje o chefe do Departamento de Gestão de Contagens e Facturação da Empresa de Electricidade e Água, SA. (ELECTRA).

Em declarações à imprensa, hoje, à margem da visita do ministro da Família e Inclusão Social ao posto de atendimento da Electra S.A para clientes do Cadastro Social Único, Paulo Landim avançou que o balcão está a funcionar desde a passada quinta-feira.

Desde então, assegurou, mais de três mil clientes já aderiram ao referido balcão, sendo 2.843 clientes relativos à Electra Sul e 963 são da Electra Norte.

Por outro lado, referindo-se ao laboratório de contadores de electricidade e ao Centro de Controlo de Medições, também visitados, Paulo Landim adiantou que os mesmos permitirão ajuizar melhor a fidelidade do sistema de contagem, nomeadamente o contador.

Além disso, explicou o responsável, esses serviços permitem também verificar se os contadores estão dentro da norma ou do padrão de contagem, verificando o grau do erro que cada um pode ter, sendo testados antes de serem instalados.

Paulo Landim frisou ainda que o mesmo tipo de contador que é disponibilizado aos clientes do Cadastro Social Único é também instalado aos demais clientes, dependendo da carga ou da potência contratada de cada cliente.

Os clientes de Cadastro Social, sublinhou o responsável, podem também requerer ao contador pré-pago ou pós-pago, dependendo da escolha, mas sublinhou que no momento não há serviço de contador pré-pago para todos.

Por sua vez, o ministro Família e Inclusão Social, Elísio Freire, disse que a visita teve como propósito observar como está a funcionar o processo de ligação da ELECTRA ao Cadastro Social Único, no sentido de permitir a todas as pessoas o acesso aos programas que o Governo está a desenvolver neste sector.

Durante a sua visita, o ministro constatou que a ELECTRA criou uma linha “especial”, virada apenas “a estas questões, de pessoas que estão no grupo um, grupo dois do cadastro”, que a seu ver demonstra que a empresa já “melhorou muito” em termos de atendimento das pessoas que procuram este serviço.

TC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos