Mais de quatro mil cães desparasitados e castrados na Cidade na Praia

Cidade da Praia, 30 Jan (Inforpress) – Quatro mil e cinquenta cães foram desparasitados e castrados durante a campanha realizada pela Associação Bons Amigos em parceria com a Câmara Municipal da Praia, de 03 de Dezembro a 27 deste mês.

A informação foi avançada hoje, pelo vereador de Ambiente e Saneamento, António Lopes da Silva, durante uma conferência de imprensa, onde explicou que esta iniciativa é fruto do protocolo de cooperação assinado entre as duas entidades visando fazer o controlo ético e humano da crescente população canina existente na capital do país.

Segundo avançou o vereador, a câmara e a Associação Bons Amigos estão a trabalhar numa estratégia de castração e desparasitação de cães, mas também de sensibilização da população sobre a importância de cuidar e tratar dos animais.

António Lopes da Silva adiantou que a primeira fase da campanha decorreu na zona norte da cidade, abrangendo os bairros de Achada Grande Frente e Trás, Achada Mato, Castelão, Lém Ferreira, Paiol, Coqueiro e Jamaica, e, no universo dos 5.157 cães assistidos, 1.619 foram castrados, 2.430 desparasitados, 1.045 registrados com brinco e 63 receberam cirurgias específicas.

“O nosso posicionamento é claro, ou seja, os munícipes não podem ficar prejudicados muito menos os criadores de gado que tem sido vítimas de cães vadios”, disse, apelando a população a colaborar com a câmara e a associação, mas também assumir a responsabilidade e cuidar dos seus animais.

Para António Lopes da Silva, o caminho é criar uma “estratégia viável” que permita a diminuição de cães na rua, fazer com que os donos sejam mais responsáveis com os seus animais e que os cães de rua tenham alguma qualidade de vida.

Por outro lado, adiantou que a câmara, em parceria com a Associação Bons Amigos, está a trabalhar ainda num outro projecto que visa fazer o registro de cães através de chips e que ainda no decorrer deste semestre está prevista a realização de uma campanha de castração massiva, que contará com o apoio de associações internacionais e que irá percorrer todos os bairros da capital.

Segundo o vereador, com o sistema de registos e identificação, vai ser possível estabelecer bases sólidas para a aplicação de leis como o código de postura municipal, saber o número real dos animais existente e incentivar os donos a serem mais responsáveis para com os seus animais.

AV/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos