Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Mais de 50% dos empregos em Cabo Verde em 2020 foram informais – INE

Cidade da Praia, 14 Mai (Inforpress) – Mais de 50% dos empregos em Cabo Verde, no ano de 2020, foram empregos informais e na sua maioria eram trabalhadores por contra própria, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com as estatísticas do mercado de trabalho, distribuídas à imprensa, nesse ano que iniciou a pandemia de covid-19 em Cabo Verde, 51,6% dos empregos eram informais, sendo que 46,6% representa trabalhadores por conta própria no sector informal ou trabalhadores por conta de outrem no sector privado, mas que não beneficiavam de protecção social.

Os dados mostram que 96.273 das 186.627 pessoas que representavam a população empregada em 2020 não estavam inscritas no Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) ou não beneficiam de férias anuais e repouso por motivos de doença.

Destes, 40,6% eram trabalhadores por contra de outrem, 46,6% trabalhadores por contra própria, 7,3% trabalhador doméstico, 4% empregador e 1,5% trabalhador familiar.

A informalidade, segundo a mesma fonte, tem maior incidência no meio rural, onde os dados indicam que 76,1% dos empregos são informais.

Face a 2019, houve uma diminuição de 14.615 empregos informais.

Em termos de ramos e sectores de actividades, de uma forma global, o INE apontou que o sector terciário continua a ser o que mais absorve a mão-de-obra, com 122.346 empregos (menos 16.875 face a 2019) e um peso relativo de 65,6% (menos 1,9 pontos percentuais face a 2019).

O impacto negativo nos empregos do sector terciário deveu-se essencialmente à perda de empregos nos sectores de alojamento e restauração, comércio e transporte, por conta da pandemia da covid-19.

O sector secundário, consequência da diminuição de empregos nos ramos de construção e indústria transformadora, registou também uma diminuição de 6.616 empregos e 1,3 pontos percentuais no seu peso relativo, face a 2019, passando a absorver 37.642 empregos e representando 20,2% do total dos empregos.

Ao contrário, o sector primário registou um aumento de 3.145 empregos e 2,8 pontos percentuais no peso relativo, passando de 10,9% em 2019 para 13,7% em 2020.

De uma forma global, as estatísticas do mercado de trabalho indicaram que Cabo Verde perdeu, em 2020, um total 19.718 empregos e a taxa de desemprego aumentou de 11,3% para 14,5%.
MJB/JMV
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos