Mais de 400 mortos e 600 desaparecidos devido a inundações na Serra Leoa

 

Genebra, 18 Ago (Inforpress) – As inundações que atingiram a Serra Leoa na segunda-feira provocaram mais de 400 mortos e 600 pessoas continuam desaparecidas, anunciou hoje, em Genebra, o presidente da Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

“Hoje, contámos mais de 400 mortos”, declarou aos jornalistas Elhadj As Sy.

Segundo as estimativas da Cruz Vermelha, cerca de nove mil pessoas terão sido afectadas pelos deslizamentos de terra e inundações na capital da Serra Leoa, Freetwon, e arredores.

Funerais em massa têm estado a ser realizados em Freetown, onde prosseguem as buscas para tentar encontrar vítimas na lama e nos destroços das casas destruídas.

O Governo alertou os residentes para saírem de zonas em risco, dado que as chuvas deverão manter-se nos próximos dias.

As autoridades contrataram 600 coveiros para os funerais em cemitérios onde estão sepultadas milhares de vítimas da epidemia de Ébola que afetou aquele país da África Ocidental em 2014-15.

O Presidente da Serra Leoa, Ernest Bai Karoma, participou em alguns dos funerais na quinta-feira.

Lusa/Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos