Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Mais de 18 mil postos de trabalhos foram salvaguardados e 3.500 empresas foram beneficiadas em 2021 – Pró Empresa

Cidade da Praia, 12 Jan (Inforpress) – Cerca de 3.600 empresas foram beneficiadas e mais de 18 mil postos de trabalhos foram salvaguardados em 2021, num investimento de cerca de 10 milhões de contos, no âmbito dos programas implementados pela Pró Empresa. 

Os dados constam dos resultados e indicadores de actividades do ano de 2021 que foram apresentados hoje, na Cidade da Praia, pelo presidente do conselho de administração da Pró Empresa, (Instituto de Apoio e Promoção Empresarial), Pedro Barros. 

Pedro Barros explicou que as actividades foram implementadas pela Pró Empresa em articulação com a Pro Garante e a Pro Capital e teve duas áreas de intervenção, nomeadamente, o programa de financiamento da assistência técnica (parcialmente a fundo perdido) e programas de acesso ao financiamento (em geral crédito), ou seja, facilitação ou financiamento ao investimento. 

“No âmbito das nossas intervenções foram beneficiadas 3.616 empresas, 18.724 empregos e postos de trabalhos foram salvaguardados num investimento global de nove milhões e 523 mil contos”, apontou. 

Avançou que com o surgimento da pandemia da covid-19, o Governo criou quatro linhas de crédito especializadas com condições especiais para ajudar as empresas a continuarem o seu funcionamento, salvar empregos e sobretudo gerar rendimento para as famílias. 

Segundo o presidente, dos quatro milhões e 300 mil contos em créditos, cerca de 600 mil contos foram destinados para as micro e pequenas empresas no âmbito do programa Fomento e do Fundo Lavanta. 

Acrescentou que apesar da pandemia que persistiu durante o ano de 2021, a Pró Empresa realizou um total de 15.221 atendimentos presenciais e online em todas as ilhas com orientações e aconselhamentos aos empreendedores das micro, pequenas, médias e grandes empresas tendo resultado num total de 5.560 candidaturas. 

Avançou ainda que 57 por cento (%) das candidaturas correspondem aos homens e 42% as mulheres. 

“Temos o programa de financiamento de assistência técnica, nomeadamente, de financiamento de planos de marketing para estudos de viabilidade, na qual foram aprovadas 133 candidaturas e salvaguardados 535 postos de trabalho”, apontou. 

Por outro lado, o programa de assistência técnica para a área da economia azul, que teve uma intervenção muito maior permitiu capacitar e formar 866 promotores num total de 50 acções de formação. 

A nível do financiamento ao investimento às micro e pequenas empresas, disse que foi dada uma atenção especial ao programa de Fomento ao Empreendedorismo e foram aprovados 920 créditos, o que corresponde a um total de 522 mil contos e 2.300 postos de trabalhos criados. 

A nível do projecto Start Up Jovem foram aprovados 207 projectos, num investimento de 831 mil contos e 1.010 postos de trabalho. 

Em relação às grandes e medias empresas foram disponibilizados um milhão e 690 mil contos para o financiamento dos investimentos e garantias bancarias para as empresas que se dedicam ao comércio. 

O resultado, segundo Pedro Barros, resulta de um esforço conjunto de todas as instituições que compõem o sistema de financiamento como Pró Empresa, Pro Garante, Pro Capital e os seus parceiros, como câmaras de comercio, câmaras municipais, associação de jovens empresários, IEFP e outras instituições. 

AV/HF

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos