“Maior desafio da Comunidade Terapêutica Fazenda da Esperança é a criação do centro feminino” – responsável  

Cidade da Praia, 23 Jan (Inforpress) – A criação de um centro feminino para acolher meninas e a ampliação da estrutura masculina são alguns dos desafios da Comunidade Terapêutica Fazenda da Esperança, revelou hoje o responsável, padre Ronaldo Bernardo.

O responsável, que falava à imprensa à margem da visita que o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, efectou hoje à estrutura para se inteirar da situação, adiantou que o desafio neste momento é continuar a ajudar as pessoas que procuram o centro.

“O nosso grande desafio agora é tentar atender as pessoas que nos procuram, mas não conseguimos por falta de espaço. Pretendemos ajudar mais pessoas, queremos construir mais casas aqui bem como criar um centro feminino porque existem muitas meninas que nos procuram, mas infelizmente não temos espaço adequado para isso”, apontou o padre.

Segundo o responsável, o centro, criado há três anos, tem feito um “bom trabalho” com “resultados positivos”, mas actualmente está limitado em espaço.

A estrutura necessita melhorar ainda mais a sua capacidade e o atendimento, sendo que a mesma sobrevive de doações, apoio, parcerias com o Governo local e de cidadãos da sociedade civil, contou a mesma fonte

Na ocasião, padre Ronaldo Bernardo reconheceu que muita coisa já foi feita, graças a ajuda e apoio dos parceiros, mas sublinhou que o centro precisa ainda de uma quadra desportiva, padaria e estradas de acesso, estruturas essas, que, no seu entender, vão contribuir ainda mais para melhorar a qualidade do atendimento prestados aos jovens

Por seu turno, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, reconheceu que o trabalho desenvolvido na Fazenda tem mudado a vida desses jovens, “com muita luz, nova atitude e grande vontade de recomeçar”.

Tudo isso, faz com que o Governo deva reforçar o apoio a esta instituição.

“Vamos apoiar no financiamento da construção e equipar uma padaria, uma placa desportiva e a expansão da estrutura com zonas de novos acolhimentos, com disponibilização de terrenos para a construção de um centro feminino”, assegurou.

Por outro lado, revelou que o Governo vai condecorar a Fazenda da Esperança, Tendas El Shadai, Granja de São Filipe e outras instituições que tem trabalhado em prol da recuperação desses jovens.

“São pessoas que a vida os conduziu para alternados caminhos como consumo de drogas e alcoolismo, que sentiram vontade de ter uma mão amiga, que os ajuda a recuperar e relançar a vida”, mencionou.

Fundada no Brasil em 1983, a Comunidade Terapêutica iniciou as suas actividades em Cabo Verde a 28 de Janeiro de 2018, realizando acolhimento, em regime residencial, de pessoas usuárias de subsistência psicoativas, nomeadamente o álcool e outras drogas, na sua unidade durante um período de 12 meses.

A Fazenda da Esperança Cabo Verde já recebeu mais de 120 jovens e oferece o serviço de recuperação de dependência química com a finalidade de resgatar a dignidade e valores dos usuários de substâncias psicoativas, objectivando a manutenção da sobriedade, bem como o retorno e inclusão ao meio social dos mesmos.

AV/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos