Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Situação e Oposição com leituras diferentes sobre actual estado de desenvolvimento da ilha

Porto Inglês, 07 Set (Inforpress) – Os líderes das bancadas municipais do MpD (situação) e do PAICV (oposição), traçaram hoje, durante a sessão solene comemorativa do dia do município do Maio, cenários opostos sobre o actual estado de desenvolvimento da ilha.

Para o líder da bancada municipal do MpD, Fernando Jorge da Graça, à semelhança do que vem acontecendo no mundo inteiro, a ilha do Maio também sofreu e está a sentir o impacto da pandemia, principalmente no sector do turismo, mas mesmo assim garantiu que a edilidade esteve a altura dos desafios da actualidade e das necessidades dos maienses.

Fernando Jorge da Graça frisou que, não obstante a situação pandémica, a ilha está a atravessar o seu “melhor momento” e a ser destaque a nível nacional com investimentos em todos os povoados destacando a conclusão do estádio municipal e a requalificação urbana e ambiental dos povoados.

Acrescentou ainda que a edilidade tem vindo a criar condições para os jovens e atletas, destacando, como exemplo, que “o centro juvenil da localidade de Morrinho, que vai ser entregue aos jovens daquela localidade, espelham a preocupação da equipa camarária na criação de condições para que os jovens possam competir de igual forma com os demais jovens das outras ilhas concelhos do país”.

Aquele líder de bancada fez saber que a edilidade tem em curso a construção de dois campos de treinos relvados nas vilas do Barreiro e da Calheta, realçando que a autarquia tem vindo a garantir transporte escolar aos alunos, ao mesmo tempo a realizar investimentos em parceria com o Governo central como é o caso da requalificação da avenida Amílcar Cabral, bem como a reabilitação de dezenas de habitações por toda ilha.

“Com a pandemia o sector do turismo foi um dos mais afectados, porém estamos esperançosos que a ilha do Maio vai fazer o seu caminho e com a melhoria da acessibilidade externa nomeadamente com a conclusão do porto e o arranque do projecto Little Africa Maio, a ilha será relançada definitivamente na rota do desenvolvimento”, enfatizou.

Por seu lado, o líder da bancada do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Jovino Gomes considerou que, a autarquia não tem sabido aproveitar as potencialidades da ilha e apontou como exemplo a pesca, a agricultura, as industrias extractivas, bem como o sector pecuário que, na sua opinião, tem vários subprodutos que poderiam ser aproveitados para a criação de emprego.

Para Jovino Gomes, “é preciso mais humildade” por parte daqueles que estão a desempenhar cargos de decisão na ilha e, ao mesmo tempo, englobar todos os munícipes no processo de desenvolvimento da ilha e voltou a questionar a problemática da falta de água que está a emperrar a ilha nas últimas semanas.

“A Câmara Municipal não tem falado a verdade às pessoas sobre o que realmente está a acontecer com a produção e distribuição de água”, salientou, ressalvando que a ilha ainda não conheceu o tão propalado desenvolvimento turístico, não obstante a situação da pandemia que veio assolar o mundo, o que tem contribuído para que a população esteja descrente do processo de desenvolvimento da ilha.

O dia do Município do Maio comemora-se a 08 de Setembro.

WN/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos