Maio: SDTIBM disponível para comparticipar financeiramente a requalificação do actual porto

 

Porto Inglês, 06 Mai (Inforpress) – O presidente do conselho de administração da SDTIBM, Avelino Bonifácio, disse hoje à Inforpress que se congratula com a decisão do Governo em requalificar o porto do Maio, prometendo a comparticipação da empresa naquela intervenção.

Em declarações à Inforpress, Avelino Bonifácio explicou que a instituição que representa vinha defendendo, há três anos, a materialização desta ideia como sendo a maior prioridade para ilha, razão pela qual, garantiu, a SDTIBM vai comparticipar financeiramente nesta intervenção.

“Prevemos uma contribuição financeira substancial para apoiar o Governo e a Enapor na requalificação da infra-estrutura , tanto do porto como na conclusão da estrada de acesso ao porto”, prometeu.

Avelino Bonifácio adiantou ainda que o modelo de desenvolvimento turístico da ilha do Maio, concebido em 2010, seguramente já não faz sentido, pelo que defendeu que o mesmo deve diferenciar-se do das ilhas de Boavista e Sal.

Para o economista, o modelo da ilha do Maio não deve comportar unidades de pequena e média dimensão, por forma a dar também aos investidores nacionais a possibilidade de investirem no sector do turismo e nos sectores de serviços complementares.

“Acedemos também a solicitação do Ministério da Economia e Emprego para financiar a realização do plano estratégico do turismo para ilha do Maio, que vai compilar um pouco as ideias avançadas durante o encontro estratégico realizado recentemente na ilha do Maio e outros, para avançar com um plano estratégico que reflicta o novo modelo de turismo para ilha do Maio”, frisou.

Aquele responsável disse ainda que é “desejável” que nos próximos 10 anos, na ilha do Maio, não se atinja a construção de 4.500 quartos, número a partir do qual, explicou, seria “inevitável” a construção de um aeroporto internacional.

Por isso, disse acreditar que é possível dinamizar substancialmente o turismo na ilha com as mesmas infra-estruturas portuárias e aeroportuárias existentes, indo aumentando a frequência diária dos voos e das ligações marítimas.

Avelino Bonifácio afiançou ainda que com regularidade da frequência das ligações marítimas e aéreas, será muito “desejável” que haja um empreendimento hoteleiro a funcionar, com a capacidade maior do que as várias pequeníssimas unidades hoteleiras existentes neste momento na ilha.

Anunciou que o concurso da requalificação do porto vai ser lançado a partir de Junho, destacando que vai ser um elemento “muito importante” para assegurar os investimentos que são necessários para uma unidade de maior dimensão e que encontra parado há já algum tempo .

Para Avelino Bonifácio, para atingir o turismo de alta qualidade que se pretende para ilha é necessário que as autoridades façam os seus trabalhos, pelo que defende ser imprescindível que se evite a construção de barracas e que se construa redes de saneamento , que “exigem um conjunto de iniciativas que tem que ser levado em conta para que a qualidade de facto aconteça”.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos