Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Reposto stock de medicamentos em falta nos últimos dias nas farmácias pública e privada

Porto Inglês, 08 Mai (Inforpress) – As farmácias do Maio fizeram hoje a reposição dos medicamentos que se encontravam em falta nestes últimos dias, devido ao aumento repentino da procura, por causa do surto de gripe que está a assolar a ilha nestes dias.

Esta garantia foi dada por Amadeu Gomes, responsável pela farmácia “Porto Inglês”, a única privada existente na ilha, informando que os medicamentos que estavam em falta chegaram à ilha na manhã de hoje, com a chegada do navio Praia D’Aguada, e, com a reposição destes fármacos, a situação volta à normalidade.

Segundo aquele responsável, esta situação ocorreu, por um lado, porque houve uma procura repentina e massiva dos pacientes que foram afectados pela gripe, que nestes dias tem vindo a infestar a ilha.

Lembrou ainda que, nestes últimos dias, a ilha estava sem ligação marítima com a ida do navio Praia D´Aguada a São Vicente, no mesmo sentido apontou que tem sido “difícil” transportar os medicamentos nos voos da companhia aérea Binter.

De igual modo, o delegado de Saúde na ilha, Nilson Sanches, disse que a situação já está normalizada, e aproveitou a ocasião para esclarecer que não houve realmente uma ruptura de stock, mas sim falta de alguns fármacos complementares, visto que durante estes dias conseguiram medicar os pacientes com os medicamentos possíveis e necessários, embora tenha admitido que houve falta de outros que também são complementares.

“Tudo já está sob controlo, os remédios chegaram hoje no navio. O que realmente aconteceu é que houve um pequeno pico de gripe nos dois últimos dias e a saída foi mais do que habitual e houve atraso na chegada do medicamento que estava previsto chegar no fim do mês de Abril. Já estava tudo embalado e pronto para ser enviado para a ilha, mas o navio esteve alguns dias fora da rota, pelo que só chegaram hoje”, sublinhou.

Nilson Sanches reiterou ainda que, apesar de ainda estar a aparecer alguns casos de gripe, a situação já está sob controlo. “Ontem fizemos menos atendimento, hoje também”, atestou, lembrando que este aumento de gripe é uma situação normal por esta altura do ano, pelo que “não existe razão para preocupação de maior”.

“Todos os anos, por esta altura, verificamos casos de gripe, por isso aproveitamos a ocasião para aconselharmos as pessoas para que tomem muita água e que repousem e sobretudo se alimentem em condições que conseguem recuperar breve”, conclui.

WN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos