Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Professora percorria quilómetros a pé para leccionar mas diz-se realizada pelo esforço feito

Porto Inglês, 23 Abr (Inforpress) – A professora Engrácia Silva Cardoso, que iniciou a sua função como docente aos 23 anos, tinha de percorrer 16 quilómetros, a pé, para leccionar mas mesmo assim confessou que não sentia cansaço, por amor à profissão.

Segundo contou à nossa reportagem, no dia em que se celebra o dia do professor, o seu primeiro dia de aula aconteceu há 32 anos, quando leccionou pela primeira vez na localidade de Morrinho que dista 16 quilómetros da cidade do Porto Inglês, de onde é natural, por esta razão tinha que percorrer toda esta distancia na sua maioria a pé para chagar a tempo de iniciar as aulas, às 08 horas da manhã.

Por isso, ressalvou que tinha de se levantar as 04 horas da manhã e, na companhia de duas colegas, metia o pé na estrada em direcção ao posto de trabalho, frisando que ela tinha de percorrer uma distancia maior, visto que a sua sala de aula ficava mais distante, mas mesmo assim fazia com toda naturalidade, embora na altura já fosse mãe de um bebé com pouco menos de um ano de idade.

“Lembro-me ainda perfeitamente do dia em que comecei a trabalhar, foi no dia 28 de Outubro de 1988, e foi um momento difícil, porque na altura eu tinha um bebé, por isso tinha de voltar para dar-lhe de mamar e como na altura não havia transporte fazia todo esse percurso a pé, mas era jovem e nem sentia a distância”, contou.

Aquela docente acrescentou que, após fazer todo aquele percurso e de cuidar do filho, tinha de fazer tempo para preparar a aula do dia seguinte e, para tal, tinha de contar com colegas que na altura tinham mais experiencia, o que lhe permitiu adquirir mais conhecimento e evoluir na carreira que considera muito exigente, mas gratificante para quem faz este trabalho por missão e por gosto, aliás, confessou ser este o seu sonho.

Conforme afiançou, em raras ocasiões encontrava um meio de transporte (volvo), que prestava serviço na construção da estrada entre Porto Inglês e a localidade da Calheta, mas mesmo assim disse sentir-se “orgulhosa” e de “missão cumprida”, porque é fruto de seu trabalho, porque a maioria dos seus alunos hoje são quadros destacados na ilha e mesmo fora.

“Hoje muitos dos meus alunos me abordam na rua chamando-me ‘professora’ mas nem os reconheço a todos porque são muitos os que passaram pela minha mão como professora”, disse Engrácia Cardoso realçando que, na altura, ser professora era “um grande prestígio na sociedade”, algo que hoje em dia já não acontece, não se é reconhecido porque o respeito e a consideração não são o mesmo.

Engrácia Cardoso disse ainda que, neste seu percurso teve de percorrer várias localidades da ilha, onde nem sequer havia estrada e debaixo de chuva, de sol e de vento para cumprir a sua missão. Por isso considerou que a ilha do Maio conheceu vários ganhos de aquela altura a esta parte, com anel rodoviário, electricidade, água e mesmo rede de telecomunicações, algo que quando começou era impensável.

“Hoje também temos a internet que ajuda os professores, tanto na pesquisa como no momento de leccionar, por isso acho que agora temos melhores condições do que na altura, mas a missão é a mesma”, porém defendeu que a classe docente devia ter a possibilidade de se formar um pouco mais cedo, visto que chegando a uma certa idade, acabam por “esgotar-se”, desabafou dizendo que neste momento está a aguardar o seu processo de reforma.

Mãe de quatro filhos, Engrácia Cardoso disse ainda não pensar no que vai fazer após entrar na reforma, mas neste momento só pensa em descansar e cuidar da família e concluiu dizendo que tem o professor António Cruz Silva como sua referência, à semelhança de Filinto Silva, todos naturais da ilha.

Engrácia Cardoso desejou aos colegas um bom dia e que continuem firmes nesta missão.

WN/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos