Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Presidente da câmara destaca importância do projecto Turismo solidário comunitário

Porto Inglês, 15 Out (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Maio, Miguel Rosa, considera o projecto Turismo solidário comunitário “extremamente importante” na promoção do destino turístico, na dinamização das actividades económicas da ilha e na garantia do desenvolvimento local.

Em declarações à Inforpress, o edil maiense adiantou que neste momento a autarquia tem em curso projectos estruturantes, que foram implementados para promover e reforçar o desenvolvimento local, destacando neste sentido, o projecto de dinamização turística do Maio que está na fase de conclusão.

“É um projecto que versa várias áreas de intervenção, desde a dinamização das actividades económicas, a extracção do sal, acções de capacitação e o próprio empoderamento das pessoas que estão ligadas a esse sector, a cooperativa de Queijaria de Ribeira Dom João, a requalificação urbana da ilha”, elucidou.

Os investimentos do referido projecto, segundo o autarca, consistem ainda na dinamização de actividades ligadas à produção do carvão, à pesca, à agricultura, à construção de currais melhorados, à introdução de raças melhoradas e entre outras.

De acordo com Miguel Rosa, o projecto Turismo solidário comunitário criado para promover e dinamizar o desenvolvimento local e de proporcionar melhor qualidade de vida aos munícipes está orçado em cerca de 130 mil contos.

Conforme fez saber, o referido projecto tem tido de igual modo resultados visíveis na valorização e protecção de todo o património construído da ilha, na forte aposta nas indústrias criativas e no empoderamento dos recursos humanos da Câmara Municipal do Maio.

A nível da requalificação urbana, destacou a importância do projecto de requalificação urbana da Ribeira de Fontona, que, conforme revelou, está orçado em cerca de 120 mil contos e consiste em transformar a referida ribeira num “pulmão verde” da ilha.

“Este projecto é muito interessante porque depois vai harmonizar com a intervenção que se fazer na avenida e toda a zona na baixa da cidade do Porto Inglês, já foi lançado o concurso acreditamos que vamos ter o arranque da obra brevemente”, referiu, salientando que para além desse projecto, a autarquia tem neste momento acções de intervenção no povoado de Calheta com o objectivo de qualificar e preparar a ilha para o desenvolvimento que se almeja.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos