Maio passou de ser uma ilha esquecida para ser uma ilha de esperança – ministro de Estado

Porto Inglês, 16 Set (Inforpress) – O ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire, considerou hoje, que Maio passou de ser uma ilha esquecida para ser uma ilha de esperança.

Segundo Fernando Elísio Freire, que se encontra de visita ao Maio, a ilha tem vindo a conhecer “grandes ganhos” com investimentos na requalificação urbana e ambiental em todos os povoados, graças a uma “boa parceria” entre o poderes central e local.

O governante mostrou-se agradado com os trabalhos de requalificação e ambiental na vila da Calheta, com destaque para as obras de drenagem de águas das chuvas, o que permitiu que a vila recebesse as últimas chuvas de forma tranquila.

“O Governo está a trabalhar juntamente com a Câmara Municipal do Maio, no sentido de, de facto, dar ao Maio todas as condições para ser uma ilha de destino turístico de qualidade”, salientou, lembrando que a ilha está a candidatar-se para ser uma reserva da biosfera da Unesco.

Fernando Elísio Freire frisou, por outro lado, que em termos ambientais e urbanístico a cidade do Porto Inglês está na rampa de lançamento com o arranque das obras da requalificação da avenida Amílcar Cabral, obra que foi recentemente lançada pelo primeiro-ministro.

Em termo de infra-estrutura desportiva, o também ministro do Desporto disse que o estádio municipal está em obras e, neste sentido, frisou que até o fim do ano esta infra-estrutura vai estar concluída.

Avançou, entretanto, que é preciso fazer um conjunto de acções em vários recintos desportivos espalhadas um pouco por toda ilha, por forma a permitir introdução de outras modalidades de salão que ainda são pouca expressivo no Maio.

Quanto ao arranque da época desportiva, Fernando Elísio Freire admitiu que é preciso uma concertação entre os diversos parceiros intervenientes neste sector para se analisar e discutir o plano de contingência que vai ser apresentado “brevemente”.

Questionado sobre a intenção do Governo em apoiar a edilidade na construção de um pavilhão desportivo, Fernando Elísio Freire voltou a mostrar a total disponibilidade em apoiar a câmara, mas garantiu que até ainda não receberam nenhuma proposta em concreto.

WN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos