Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Novo conselho directivo do Liceu Horace Silver destaca como prioridade aproximar a escola das comunidades

Porto Inglês, 13 Out (Inforpress) – A Escola Secundária Horace Silver já conta com um novo conselho directivo que destaca como prioridade aproximar a escola das comunidades e trabalhar juntamente com a classe docente para que todos os alunos consigam atingir os seus objectivos.

Este objectivo foi avançado à Inforpress pelo novo director desta escola secundária, Cláudio Silva, adiantando que o foco está nos alunos, para que juntos possam, tanto a classe docente, como os alunos, conseguir “melhores resultados” no final do ano lectivo, que se iniciou há praticamente um mês. Deste modo, justificou que vão criar um “bom relacionamento” com os pais e encarregados de educação.

Um dos primeiros passos, revelou, vai ser a realização de actividades em todas as localidades da ilha, com vista a informar e esclarecer os pais e encarregados de educação sobre os objectivos da Escola e ainda auscultar sobre os problemas que eventualmente poderão existir no sistema de ensino e no relacionamento com os docentes.

É igualmente objectivo desta nova direcção escolar incentivar os pais e encarregados de educação a deslocarem-se àquele estabelecimento de ensino para saberem como estão os seus educandos.

Pese embora admita que possa haver, no final do ano, casos de alunos que não consigam atingir os seus objectivos, asseverou que tudo que estiver ao alcance da classe docente e mesmo do corpo directivo vão fazer para que cada aluno consiga atingir a sua meta. “Enquanto houver um aluno que não consiga atingir os seus objectivos vai ser sempre uma situação que nos deixa preocupado”, exteriorizou.

Cláudio Silva informou, por outro lado, que neste momento estão a contar com praticamente todos os professores, excepto duas professoras, uma da disciplina de Economia, e outra da disciplina de Física, informando que esta última está de licença de maternidade, pelo que disse acreditar que “brevemente” a situação vai ser resolvida, garantindo, por outro lado, que os alunos não vão ficar prejudicados.

Daí que, aquele responsável perspectiva conseguir um ano lectivo “sem grandes constrangimentos” e com “bons resultados” em todos os aspectos.

“Vamos querer ter os nossos melhores alunos em todas as competições, como olimpíadas de Matemática, concursos da Língua Portuguesa. Aproveito para lembrar que nas edições anteriores estivemos sempre bem representados e trouxeram prémios”, referiu, avançando que e este ano vão apostar na cultura e no desporto com destaque para o atletismo, porque acreditam que na ilha existe grande potencial nesta modalidade.

Formado em pedagogia de ensino, Cláudio Silva disse ainda que pretendem dar continuidade ao trabalho feito pela direcção anterior e também criar novas actividades extra-curricular, estando abertos à criação de novas parcerias.

A Escola conta com apenas uma sala de informática com capacidade para mais de vinte alunos no universo de mais de 700 alunos, o que, na sua opinião, é “manifestamente insuficiente”.

Entretanto, a nova direcção mostra-se esperançada com a possibilidade de abertura, ainda no decorrer deste ano lectivo, de uma nova sala de WebLab, financiada pelo Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi), o que, no entender de Cláudio Silvatraria “grandes vantagens para toda a comunidade educativa”.

WN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos