Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Munícipe queixa-se de discriminação por parte de empresa Águas e Energias do Maio

Porto Inglês, 16 Nov (Inforpress) – O municipe Selvino dos Reis Pina queixa-se de ser alvo de discriminação porque há quase um ano vem aguardando que a empresa Águas e Energias do Maio faça a religação de água à sua moradia.

Selvino dos Reis Pina que é residente na vila da Calheta, disse à Inforpress, que essa situação vem arrastando há quase um ano, mesmo tendo pago a taxa de religação, e acrescentou que ao longo desse período ele tem-se deslocado àquela empresa para se informar do seu caso, e sempre lhe é dado uma “desculpa” e ao mesmo tempo deixado uma promessa de que os técnicos vão deslocar-se à sua casa para o efeito.

Selvino dos Reis Pina informou ainda que os técnicos de empresa Águas e Energias do Maio já estiveram na sua moradia a fazer vistoria e prometeram voltar para realizarem o trabalho da religação à rede pública de água mas, até esta altura, está à espera.

“Já perdi a paciência, porque daquela altura a esta parte várias pessoas aqui já foram contempladas com ligação de água e outras com religação”, denunciou Selvino Pina.

Por esta razão, Selvino dos Reis Pina considera isso uma falta de respeito para com a sua pessoa, uma vez que não está solicitar uma ajuda nem um favor porque, conforme lembrou, já pagou todas as despesas inerentes a este processo pelo que, na sua opinião, a empresa não está prestar um bom serviço aos maienses.

“Tenho de largar o meu trabalho para ir ficar na bicha no bebedouro durante mais de uma hora para conseguir uma vasilha de água e muitas vezes não consigo, por isso considero que estão fazer um mau trabalho com empresa”, desabafou.

Contactado pela Inforpress, o administrador da empresa Águas e Energias do Maio, Francisco Inês fez saber que este não é único caso que estão a tentar resolver, visto que neste momento a empresa está a deparar com insuficiência de canalizadores, uma vez que um canalizador emigrou e um outro encontra-se na Cidade da Praia em tratamento médico.

“Nos últimos tempos temos vindo a deparar com vários problemas na rede de distribuição de água, principalmente na cidade de Porto Inglês, onde a Câmara Municipal está a realizar obras, por isso alguns casos ficam pendentes e este não é único caso, mas o nosso objectivo é fornecer água a todos aqueles que nos solicitarem, porque é este o nosso negócio”, notou.

Francisco Inês disse ainda que a prioridade, de momento, é a conclusão do projecto da substituição dos contadores com mais de vinte anos de uso, no entanto, garantiu que sempre que possível vão dar a cobertura a alguns casos mais urgentes, mas ressalvou que até ao fim do corrente ano, acreditam que todos os clientes que se encontram nesta situação verão os problemas resolvidos.

WN/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos