Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Jovens da localidade de Pedro Vaz “indignados” com a falta da cobertura da rede de internet naquele povoado

Porto Inglês, 06 Ago (Inforpress) – Os jovens da localidade de Pedro Vaz dizem estar “indignados” com a falta da cobertura da rede de internet naquele povoado, sentindo-se “longe da realidade”, uma vez que, segundo atestam, conseguem acompanhar os acontecimentos da actualidade.

À Inforpress, o jovem residente na aldeia Santos Cardoso assegurou que, na localidade de Pedro Vaz, para se ter acesso à internet, os interessados estão obrigados a se deslocarem a uma certa distância, para conseguirem um sinal, e que, mesmo assim, a rede é deficitária, apelando, por isso, às entidades com responsabilidade neste sector que resolvam esta situação o quanto antes.

Aquele jovem salientou que para se conseguir um “pouco de sinal”, há que despender um “grande esforço” para galgar uma certa altitude , mas nem sempre é possível, porque o sinal “alcançável” no local é apenas de 2G, sabendo que agora “estamos em 3G”, numa altura em que , inclusive, já se fala em 4G”, pelo que gostariam, também, de serem contemplados com este sinal, num momento em que se está a falar numa “ilha completamente digital”.

Santos Cardoso expressou ainda a sua preocupação no que tange à falta de oportunidade para os jovens para preencherem os seus tempos livres e, acima de tudo, no que se refere ao emprego, razão pela qual defendeu que a maioria dos jovens daquele povoado tem deixado a ilha à procura de emprego em outras partes do país.

“Não tendo emprego para ganharem algum dinheiro, os jovens estão a abandonar a localidade de Pedro Vaz e posso dizer que aqui praticamente estão a viver somente as pessoas mais idosas”, salientou, afirmando que “os jovens de Pedro Vaz, na sua maioria, se encontra na Cidade da Praia , à procura de um vida melhor”.

Aquele jovem manifestou ainda o seu desagrado pelo facto da Delegação do Ministério da Agricultura não ter equipado o furo que estava previsto para entrar em funcionamento há praticamente dois anos, no quadro do programa de mitigação do mau ano agrícola. Neste particular, considerou que a localidade e a juventude em particular estão “praticamente” abandonadas.

Por seu lado, o jovem Alcino Tavares Silva disse que, na localidade, os seus colegas sentem-se isolados do mundo, lamentando igualmente a ausência da rede de internet ,tanto para móvel como para computador, razão pela qual, ajuntou, nem se quer o centro juvenil existente está em condições de lhes possibilitar acessibilidade às novas tecnologias.

“Para entrarmos em contactos com os nossos familiares e amigos, temos que nos descolar a uma certa distância, pelo que apelamos, a quem de direito, que resolvam esta situação, visto que recentemente foi colocada a rede para televisão digital terrestre”, disse, sublinhando que a iniciativa deveria ser tomada, no sentido de trazer a rede de internet à zona , porque sentem-se “isolados do mundo”.

O desemprego jovem também é uma situação que vem preocupando os jovens daquele povoado, frisou Alcino Tavares, para quem a juventude está sendo esquecida pelos governantes, tanto local como central. Por isso, lembrou a solução que os colegas têm escolhido, a de deixar a ilha à procura de melhores condições em outras partes do país.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos