Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio/Boxe: Jovem boxeur quer introduzir prática da modalidade na ilha

Porto Inglês, 26 Abr (Inforpress) – O jovem desportista Jailson Nair Monteiro, praticante de boxe, quer introduzir esta modalidade na ilha do Maio com a criação de escolas, uma vez que até então não se pratica esta actividade desportiva na ilha.

Em conversa com a Inforpress, o jovem “boxeur” que já passou por uma escola de formação na Praia, onde, inclusive, já venceu um título de campeão na categoria de 65 quilos, e neste momento está a residir na sua terra natal, quer introduzir a modalidade no Maio, tendo em conta que quase que não se pratica e nem se ensina o boxe na ilha.

Conforme contou aquele amante do boxe, desde criança gostava de lutar com os colegas e, não tendo como praticar a arte marcial na ilha, acabou por não levar avante o seu desejo, mas quando se deslocou à Cidade da Praia, onde fez os estudos secundários, soube de alguns espaços onde se ensinava artes marciais e procurou informar junto dessas escolas a possibilidade de se inscrever.

“Como na altura eu não tinha como pagar a propina mensal, não pude ingressar na escola e o boxe era a única modalidade que se ensinava de forma gratuita, então escolhi esta opção. No início eu não tinha pretensão de lutar, mas sim de aprender, mas passados quatro anos vi que era preciso lutar para poder evoluir e, a partir dali, comecei a treinar mais a sério na escola Nova Geração”, conta.

Com o seu regresso à ilha do Maio, Jailson Monteiro decidiu passar o seu conhecimento aos mais novos tendo iniciado há já alguns meses aulas com crianças de Figueiras, mas que não tem sido fácil, visto que as pessoas naquele povoado ainda vêm o boxe “de forma pejorativa”.

“Por isso quero criar uma escola de boxe com o nome Geração Maio, porque vejo que a ilha tem potencialidade, mas que não está sendo dada atenção”, salientou, reconhecendo que não é uma tarefa fácil, pelo que precisa do apoio de todos que gostam do boxe, sobretudo, dos que olhem o desporto como um meio para educar e ocupar os jovens.

O pugilista disse, por outro lado, que já está a dar os primeiros passos também na localidade de Morrinho, onde começou a ensinar algumas crianças esta modalidade e almeja continuar contando com mais adolescentes e jovens.

“E necessário introduzir outras modalidades na ilha e dar a conhecer as pessoas, porque vejo que na ilha as pessoas ainda pouco ou nada conhecem sobre o boxe, razão pela qual tenho vindo a receber muitas críticas por parte de indivíduos que desconhecem o boxe, mas isso só me dá mais motivação para continuar, e um dia mudar este cenário.

Jailson Monteiro fez saber ainda que já manifestou o seu interesse junto da edilidade maiense e está aguardar uma audiência com o vereador pela área de desporto.

Aproveitou a ocasião para também pedir aos emigrantes maienses, nomeadamente das localidades de Figueiras e Morrinho, apoio quer em materiais ou algo que entenderem ser importante, de modo a poder levar o seu desejo avante e, com isso, colocar atletas da ilha em competições nacionais.

WN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos