Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Jovem empreendedora abre negócio com aposta em produtos locais

Porto Inglês, 18 Mar (Inforpress) – A jovem empreendedora Janice Contina Inês apostou no ramo da pastelaria à base de peixe e disse sentir-se orgulhosa de poder realizar o seu sonho e, por isso, incentiva os colegas a seguirem o mesmo caminho.

Em declarações à Inforpress, a jovem empreendedora contou que esta ideia de abrir a pastelaria ‘Past Pex’, à base de peixe, visa por um lado aproveitar e dar um valor acrescentado ao peixe, um produto que considera ser “abundante” na ilha e, acima de tudo, dar um toque diferente ao pescado e torná-lo mais valorizado e mostrar que é mais saudável consumir peixe em vez de carne.

Conforme afiançou, a ideia de se dedicar a este ramo de negócio surgiu aquando da sua participação numa acção de formação em transformação de pescado e logo que teve informação de que se encontrava aberto um concurso lançado pela EMPEAMAR CV ligado à economia azul, “empreender azul”, decidiu inscrever-se e acabou por ser uma das seleccionadas na primeira fase.

“Fui a vencedora a nível da ilha do Maio e depois fui participar com concorrentes de outras ilhas, dali fomos capacitados para melhorarmos a nossa ideia de negócio e o nosso projecto e acabei por ser a vencedora a nível nacional”, explicou realçando que isso permitiu-lhe ter um financiamento para abrir a sua empresa, o primeiro neste ramo a ser aberto na ilha.

Segundo a jovem empreendedora, a maioria dos produtos que a pastelaria ‘Past Pex’ oferece é a base de peixe, embora os clientes possam encontrar outros produtos para o pequeno-almoço como catchupa com peixe frito, bolos e sucos diversos, e nestes três meses de funcionamento, Janice Inês disse que os clientes estão a manifestar satisfação com este espaço que, na sua opinião, estava faltar na ilha.

“Os nossos clientes estão satisfeitos, porque além de encontrarem um produto diferente no pequeno-almoço, podem também desfrutar de um espaço para um momento de boa conversa e os visitantes podem saborear um pouco do que a ilha oferece”. Todavia salientou que não tem sido fácil, tendo em conta o momento da pandemia em que o mundo vive.

“No início é sempre uma novidade e por termos aberto a 18 de Dezembro, por ocasião da passagem de ano em que apareceram os novos casos de covid-19, e isso contribuiu para que tivéssemos uma queda acentuada no nosso negócio, porque as pessoas passaram a sair menos e, com as restrições que nos foram impostos pelas autoridades sanitárias, não fácil mas estou esperançosa de que tudo vai voltar ao normal”, enfatizou.

Passou por vários constrangimentos até conseguir o financiamento para abrir o seu negócio mas, graças à sua dedicação e persistência, conseguiu atingir o seu objectivo e confessou estar a sentir-se realizada por não ter desistido.

Janice Inês aproveitou a ocasião para exortar os jovens maienses a seguirem pelo caminho do empreendedorismo e para aproveitarem os vários programas de financiamento, a fim de conseguirem os seus próprios empregos e, quiçá, para empregar mais jovens como ela está fazendo neste momento dando emprego fixo a mais quatro jovens e oportunidade de estágio a mais dois.

Para dar a conhecer o seu negócio, aquela jovem empreendedora disse que está a aproveitar as redes sociais, assim como a rádio comunitária, para divulgar a existência daquela pastelaria e os produtos que oferece.

WN/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos