Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Ilha vai ser contemplada com 52000 contos no âmbito da requalificação do património religioso -IPC

Porto Inglês, 12 Fev (Inforpress) – A ilha do Maio ser contemplada com um montante de 52000 contos para a requalificação do património histórico e religioso, no âmbito do Programa de Reabilitação Ambiental e Acessibilidades, avançou hoje à Inforpress o presidente do IPC.

Jair Fernandes, que se encontra de visita à ilha, para contactos com as entidades locais e realizar visitas a alguns edifícios, assegurou que este montante tem “cabimento” no rol dos investimentos que o IPC tem programado para este ano, no valor de 640 mil contos, o que na sua opinião “é o maior investimento” feito na reabilitação do património histórico e religioso.

Deste montante, explicou, cerca de 52000 contos serão canalizados para ilha do Maio, para que sejam realizadas as obras de requalificação da capela de Morrinho e de Penoso, assim como as da Igreja Matriz da Cidade do Porto Inglês.

Segundo o responsável, ainda deste “bolo” financeiro, 6000 e tal contos serão canalizados para requalificação da Capela de penoso, estando reservado um montante de pouco mais de 5000 para igreja de Morrinho, e 40000 para a Igreja Matriz”.

Referente à reabilitação da Igreja Matriz da cidade do Porto Inglês, Jair Fernandes afiançou que mantiveram na segunda-feira um encontro com os representantes da Paróquia, faltando agora somente a finalização do projecto arquitectónico e a sua referida entrega para a socialização e posterior submissão para efeito de concurso, acreditando que a referida intervenção poderá acontecer ainda neste semestre.

Relativamente à prospecção arqueológica, que se deu inicio tanto na zona de Santana, assim como na capela de Penoso, Jair Fernandes garantiu que nos próximos meses vão dar continuidade ao mesmo processo, que segundo avançou, contando para o efeito com a colaboração da Universidade de Cambridge, visto que nestes dois antigos assentamentos populacionais foram encontrados vestígios arqueológicos “muito importantes”.

“Claro está, numa óptica de valorização sustentável do próprio território, teremos a possibilidade de ter aqui na ilha mais um pólo de atractivo turístico por excelência”, afirmou.

Ainda durante a manhã de hoje, a comitiva liderada pelo presidente do IPC e do gestor do Fundo do Turismo, esteve de visita ao Eco-museu da salina, na cidade do Porto Inglês, assim como na vila da Calheta, onde visitou a capela local.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos