Maio/Futebol: Arranque da época futebolística previsto para 21 ou 22 de Janeiro de 2023

Porto Inglês, 09 Dez (Inforpress) – O arranque da época futebolística na ilha do Maio está previsto para o dia 21 ou 22 de Janeiro de 2023, com a realização da supertaça, que vai colocar frente a frente Barreirense e Figueirense.

A partida entre Barreirense, actual campeão regional em título, e Figueirense, detentora da Taça Djamai Dok Luzia, poderá acontecer no dia 21 ou 22 de Janeiro, ficando esta data ainda por definir entre a direcção e a equipa técnica de ambas as equipas, o que vai ser comunicado à Assembleia-geral da associação regional de futebol, que esteve reunida na quinta-feira e voltará a estar reunida na próxima semana.

Durante o encontro foi aprovado a conta gerência da época desportiva 2021/22, com votos a favor das equipas dos Onze Unidos, Académica do Maio e Figueirense, e que contou com abstenção das equipas do Barreirense e Moreirense. Na sequência foi ainda aprovado o plano de actividades, bem como o orçamento para a próxima época, que mereceu voto de confiança pela unanimidade das cinco equipas presentes, com introdução de alguns reparos.

Segundo avançou o presidente da Associação regional de futebol do Maio, Manuel Oliveira, a próxima época futebolística vai contar com a realização de provas de campeonato, tanto a nível masculino como feminino, Taça Djarmai, sub-17, futsal, em que o arranque está previsto para o dia 21 ou 22 de Janeiro, dependendo da decisão das duas equipas que vão disputar aquela prova.

Conforme avançou aquele responsável, esta decisão vai ser conhecida na próxima quinta-feira, durante a assembleia-geral, durante a qual vai ser também definido o calendário da prova. Salientou ainda que estão a aguardar pela conclusão das obras da recolocação da relva sintética no estádio municipal, cujos trabalhos poderão estar concluídos no início de Janeiro do próximo ano para poderem dar início às provas.

Manuel Oliveira fez saber também que houve um acordo entre a ARFM e a edilidade, no sentido de se alongar a data do arranque das provas, uma vez que estava prevista a colocação da nova relva sintética no actual estádio municipal, que, na sua opinião, era uma necessidade, aliás, frisou que isso tinha sido uma das reivindicações da associação junto da Federação Cabo-verdiana de Futebol.

De acordo com o presidente da ARFM, tudo leva a crer que os atletas vão ter um relvado novo, uma vez que já se deu início à sua colocação, dizendo que isso vai trazer mais conforto e segurança tanto aos jogadores que participam no campeonato regional, como àqueles que virão à ilha por ocasião do campeonato nacional.

Manuel Oliveira manifestou também o seu regozijo pela construção e conclusão do campo relvado da vila do Barreiro, assim como da vila da Calheta que ainda está em obras, no entanto disse estar um pouco “desapontado” com a desistência das equipas em participar na próxima época futebolística, tendo em conta que em anos anteriores, a ilha contava com doze equipas, sendo oito na primeira divisão e quatro na segunda.

O entrevistado acrescentou ainda que no plano de actividades consta também a formação para os dirigentes desportivos, treinadores de futebol, futsal e árbitros.

Manuel Oliveira disse ainda que a ARFM, vai contar com a sua nova sede até ao início do próximo ano, graças à parceria com o Património do Estado, lembrando que nos últimos meses estão a funcionar numa das salas do estádio municipal do Maio.

WN/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos