Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Fiéis Católicos ansiosos com a entrega da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Luz requalificada

Porto Inglês, 22 Jan (Inforpress) – Os fiéis católicos da ilha do Maio aguardam com ansiedade a entrega da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Luz, marcada para 25 de Janeiro, depois de ter recebido obras de requalificação.

Em declarações à Inforpress, o presidente do Conselho Secretariado Paroquial da Família, Jovino Gomes, afiançou que toda a comunidade católica da ilha está aguardar com “grande ansiedade e expectativa” a entrega das obras de requalificação, destacando que “ isso era algo que já almejavam há alguns anos”.

Segundo a mesma fonte, as obras da requalificação da Igreja Matriz iniciaram-se há mais de dez anos, período durante o qual se fez “alguma coisa”, mas devido à “complexidade dos trabalhos”, não puderam alongar muito, até que Instituto do Património, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, veio retomar e concluir os trabalhos.

“A Igreja estava a se tornar muito pequena para número de cristãos que temos, mas agora, com as intervenções feitas, isso nos satisfaz, embora saibamos que alguma coisa vai ficar por fazer. De todo o modo, veio em uma boa hora, tendo em conta que estamos a viver um quadro de pandemia em que se exige o distanciamento. Seria mais difícil cumprir isso, caso estivesse como dantes”, sublinhou.

Jovino Gomes salientou, por outro lado, que a utilização dos materiais locais foi muito bem pensada, o que na sua opinião vai potencializar para que este edifício venha a ser um atractivo turístico da ilha.

Por sua vez, José da Natividade, tocador do sino daquela Igreja há mais de 40 anos, disse que também está aguardar com certa ansiedade a retoma das suas actividades, visto que já lá vão mais de um ano que a referida infra-estrutura se encontrava em obras, o que lhe impossibilitou de tocar o sino nos diversos horários a que estava habituado.

Aquele fiel sublinhou ainda que está satisfeito com os trabalhos executados durante este período, o que na sua opinião vão trazer mais conforto a todos os fiéis católicos que diariamente ou semanalmente se deslocam àquele local de culto.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos