Maio: Família a viver “dias difíceis” pede apoio para repor tecto da casa

Porto Inglês, 14 Jan (Inforpress) – A jovem Elizandra Helena Semedo, mãe de três filhos menores, residente na localidade de Morrinho, disse hoje à Inforpress que ela e a sua família estão a viver “dias difíceis”, porque a moradia que habitam está praticamente sem tecto.

Elizandra Semedo, que se encontra desempregada há vários meses, procurou a Inforpress para relatar a situação “bastante complicada” por que passam neste momento, sobretudo devido a ventania que se faz sentir nos últimos dias na ilha do Maio.

Segundo conta, o tecto da sua casa estava com graves problemas de fissuras, constituindo um perigo eminente, por isso, decidiu retirá-lo para não colocar em risco de vida a sua família.

“Para pudermos safar aproveitei algumas chapas, lona e madeira que encontrei e que me foram doados para cobrir uma parte, mas nestes dias de muito vento e frio estamos a passar por momentos desagradáveis, principalmente as minhas filhas menores”, fez saber.

Devido a sua condição financeira, Elizandra Semedo diz não possuir as mínimas condições para repor o betão retirado, por isso, aproveitou para pedir a todos, principalmente o poder local, para ajudá-la a resolver esta situação, porque tem sob a sua responsabilidade três filhos menores que não recebem apoio do pai.

“Tenho uma filha que está a frequentar o liceu, a outra  está no 5º ano e o terceiro ainda está com dois anos. Por isso, também gostaria de pelo menos encontrar uma ajuda em termos de pagamento do transporte para a minha filha que está no liceu”, apelou.

Elizandra Semedo disse esperar que alguma instituição veja a sua situação o mais breve possível, porque já não sabe a quem recorrer.

WN/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos