Maio: Escola Técnica Grão-Duque Henri apresenta ofertas formativas aos alunos da Escola Secundária Horace Silver

Porto Inglês, 29 Abr (Inforpress) – O director da Escola Técnica Grão-Duque Henri, Arlindo Mendes, apresentou hoje aos alunos da Escola Secundária Horace Silver, as ofertas formativas, que aquele estabelecimento de ensino tem à disposição dos estudantes com interesse em formação profissional.

Conforme explicou aquele responsável, a escola que representa já tem uma longa experiência no ramo do ensino profissional, embora admita ser ainda pouco conhecido a nível nacional, mas garantiu que durante este período, de cerca de vinte anos de existência, já formaram vários quadros em quatros áreas do ramo industrial e duas comerciais.

“A vantagem da escolha da via técnica, é que o aluno após concluir o décimo segundo ano de escolaridade vai ter uma dupla certificação, uma na parte académica, que lhe permite ir ao ensino superior, e uma certificação profissional, que lhe permite entrar no mercado de trabalho, muito mais cedo e já com qualificação na área que escolheu”, enfatizou.

Esta é a razão da sua deslocação à ilha do Maio para, não só, divulgar as vantagens do ensino técnico, mas também convencer os alunos, pais e encarregados de educação sobre esta possibilidade, além de manter um encontro com a edilidade maiense, lembrando que o ensino técnico é gratuito e que a Escola “tem excelentes condições para receber os alunos”.

Aquele responsável frisou, por outro lado, que os alunos que tenham apetência para o ensino técnico mas cujos pais tenham dificuldades em assumir os custos do alojamento do mesmo, esse custo será garantido pela Cooperação Luxemburguesa.

Lembrou ainda que aquela instituição de ensino está localizada no interior da ilha de Santiago, concretamente no município de Santa Catarina, mas que abarcam alunos de todo o País, com ofertas formativas no ramo da construção civil, electrotecnia e electrónica, bem como nas áreas da contabilidade, da administração e do sistema de base de dados.

“Estamos a prever, para que no próximo ano lectivo 2023/24, a introdução de uma nova qualificação, que é na área de refrigeração e climatização”, destacou, frisando que isso vai permitir que os jovens possam ter mais oportunidades para trabalharem na parte industrial e, quiçá, trabalharem por conta própria.

Segundo avançou o nosso entrevistado, durante estes anos de existência, já formaram jovens em diversas áreas e, neste momento, estão no mercado de trabalho e com provas dadas, desempenhando cargos de renome a nível nacional, sublinhando que na ilha do Maio existem alguns quadros que passaram por aquela instituição e que estão a exercer funções de chefia no sector da electricidade na empresa Electra.

De acordo com aquele responsável, o encontro com os alunos e mesmo com os pais e encarregados de educação “tem sido boa”, pelo que se mostrou convicto de que, nos próximos anos, vão contar com a presença de mais alunos da ilha naquele estabelecimento de ensino.

Informou ainda que, os alunos que residem fora da ilha de Santiago e que pretendam seguir o ensino técnico podem aceder à página web, para fazerem a sua matricula ou a pesquisa das ofertas formativas.

Arlindo Merndes lembrou que a escola oferece formação profissional para os jovens que se encontram fora do sistema de ensino formal.

WN/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos