Maio: edil Miguel Rosa considera que 2019 foi um ano de muitas realizações

Porto inglês, 31 Dez (Inforpress) – O edil maiense, Miguel Rosa, fez hoje um balanço “positivo” do ano de 2019, que considerou ser de “muitas realizações”, com intervenções em diversos sectores em que a autarquia vem actuando na ilha.

Em conversa com a Inforpress, o autarca assegurou que o ano de 2019 foi de “consolidação dos grandes planos” para a ilha, onde praticamente todas as localidades foram alvos de requalificação urbana, o que, na sua opinião, veio contribuir para “revolucionar” a ilha em termos de paisagem urbanística.

“Já fizemos intervenções em mais casas e a nossa meta, até ao próximo, é atingir pelo menos três centenas de casas, principalmente as que têm problemas de tecto. Além disso, também damos uma atenção especial a formação dos nossos jovens em que cerca de quatrocentos jovens foram beneficiados com formação profissional, tanto aqui no centro, como na Escola de Hotelaria e Turismo, na Cidade da Praia”, enfatizou.

Com estas intervenções, Miguel Rosa afiançou que a edilidade está a trabalhar e preparar as famílias para o “tão almejado desenvolvimento” para a ilha. Neste sentido, afiançou que “boas novas” estão a caminho e que “brevemente” serão divulgadas para alegria do povo maiense.

“Fizemos intervenções em diversas habitações, no quadro do programa PRAA, o que traz mais dignidade e condições de vida às famílias contempladas”, salientou.

Justificando, Miguel Rosa apontou ainda como exemplo a intervenção na requalificação da ribeira da vila da Calheta, bem como na ribeira de Fontana , na cidade do Porto Inglês , e inicio das obras da conclusão do estádio municipal, que ainda se encontra em curso.

Salientou ainda que este ano foram iniciadas as obras da requalificação do porto do Maio, o que, na sua opinião, vai trazer “grandes ganhos” para o sector do turismo, contribuindo, por arrastamento, trazer grandes investimentos para a ilha, pelo que admitiu estar “satisfeito” com o processo do desenvolvimento da ilha.

Miguel Rosa lembrou ainda que neste pacote de investimento, estão previstas intervenções no centro de formação profissional, assim como no apoio às actividades geradoras de rendimento, na cidade do Porto Inglês, destinado às mulheres feches de famílias e jovens empreendedores.

O presidente da Câmara reconheceu, por outro lado, que nem todas as coisas decorreram como previsto, por causa da seca, por um lado e, por outro , devido ao atraso na materialização de alguns projectos, o que considera ser normal, mas sublinhou dizendo que o Maio está “numa uma profunda transformação” e que “há uma conspiração positiva em torno do desenvolvimento da ilha do Maio”.

Miguel Rosa garantiu ainda que o ano de 2020 vai trazer vários ganhos para ilha.

O edil adiantou que, no quadro de investimentos da autarquia, está prevista a construção de dois campos relvados, sendo um na vila da Calheta e outra na vila do Barreiro, para além do investimento que o Governo tem previsto para a requalificação da cidade do Porto Inglês, orçado em cerca 100 mil contos.

O autarca salientou que a ilha foi contemplada com o projecto da Televisão Digital Terrestre e recentemente com o projecto digital que veio a possibilitar que as localidades estejam conectadas com praças digitais.

Enalteceu ainda que todos os ganhos conseguidos durante estes anos têm sido graças a colaboração dos parceiros como União Europeia, câmaras geminadas, bem como a Sociedade de Desenvolvimento das Ilhas de Boavista e Maio e o Governo de Cabo Verde, que na sua opinião, deu uma atenção “especial” para ilha neste últimos anos.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos