Maio: Delegado de Saúde desmente informação de que tenha havido aumento de casos de VIH na Calheta

Maio: Delegado de Saúde desmente informação de que tenha havido aumento de casos de VIH na Calheta

Porto Inglês, 07 Ago (Inforpress) – O  delegado de Saúde do Maio, Nilson Sanches, desmentiu hoje a informação veiculada por órgãos da comunicação social na segunda-feira, 05, segundo a qual terá havido aumento de casos de VIH na vila da Calheta.

Segundo o responsável, que aproveitou a ocasião para pedir as desculpas da população, houve “um lapso” por parte da pessoa que divulgou as informações, aquando da realização da feira multissectorial de saúde, que decorreu naquela vila, durante a qual foi avançada por uma técnica daquele estabelecimento de saúde, do registo de um aumento de caso de VIH na Calheta.

Conforme informou, no sábado foi realizada uma campanha de sensibilização sobre os meios de protecção contra o vírus de VIH na vila da Calheta, “não com intuito de destacar aquela urbe como sendo a mais problemática”, mas sim para cumprir um programa de rotina que a delegacia vem realizando ao longo do ano e em todos os povoados.

“Aproveito a ocasião para esclarecer que na vila da Calheta temos uma prevalência de 03 por 1000 pessoas, numa comunidade com cerca de 1200 pessoas, e também que desde 2015 não se registou nenhum caso novo, por isso aproveitou esta ocasião para  pedir as desculpas da população e exorto as pessoas para continuarem a manter a confiança na Delegacia de Saúde”, salientou.

Nilson Sanches disse ainda que nos próximos dias a Delegacia de Saúde do Maio vai realizar mais uma feira em outra localidade, mas não avançou concretamente nem a data, nem a população que vai ser contemplada.

Apelo aos maienses para continuarem a participar “em massa” em actividades do género e para aproveitarem essas oportunidades que a delegacia tem proporcionado aos munícipes.

WN/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos