Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Câmara Municipal garante aumentar salário das monitoras de jardins Infantis no próximo ano

Porto Inglês, 18 Set (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Maio, Miguel Rosa, garantiu hoje que a edilidade maiense está a trabalhar, no sentido de aumentar para 15 mil escudos o salário das monitoras de jardins Infantis para o próximo de 2019.

Miguel Rosa fez esta declaração durante a sessão de abertura do ano lectivo, em que aproveitou a ocasião para pedir desculpas pelo atraso na chegada dos dois autocarros, assim como tivera prometido.

No entanto, o autarca garantiu que os mesmos estarão na ilha “em breve” e vão dar resposta a todas as necessidades dos utentes, adiantando que vai ser um transporte “inclusivo”, principalmente para os alunos com mobilidade reduzida.

Quanto às monitoras, disse que se em 2015 auferiam um salário de 11 mil escudos, hoje elas auferem um salário de 13 mil escudos e para o próximo ano, garantiu, vão aumentar para 15 mil escudos mensal.

O edil maiense garantiu, ainda , que a edilidade vai continuar a apoiar os alunos com propinas de selo de transporte escolar e em parceria com a Delegação do Ministério da Educação vão, como tem vindo a ser feito durante estes anos, continuar à procura de padrinhos para financiamento de propina aos alunos oriundos de famílias com mais dificuldades financeiras.

Miguel Rosa lembrou na ocasião que a autarquia maiense tem vindo a manter uma parceria “muito estreita” com a Delegação do Ministério de Educação, no sentido de procurar parceiros na procura de apoios para financiar propinas para os alunos, cujos famílias deparam com problemas financeiros para garantirem aos seus educandos o pagamento das propinas.

Por seu lado, as monitoras reclamam por mais oportunidades de se formarem e de terem a possibilidade de se inscreverem no sistema do Instituto Nacional da Segurança de Protecção Social (INPS).

“A Câmara Municipal vai continuar, em parceria com a Delegação do Ministério da Educação, na procura de padrinhos para o pagamento de propinas e temos mantido uma relação estreita com todos aqueles que têm mantido uma relação no sistema de ensino aprendizagem”, fez saber.

De acordo com o edil, a relação entre a autarquia e Delegação do Ministério da Educação tem sido nestes dois anos de ” não competição ou de protagonismos”, mas sim de “complementaridade”e prometeu estar disponível em apoiar as acções da Delegação.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos