Maio: Associação Comunitária para o Desenvolvimento de Morrinho promove formação em produção de cal

 

Porto Inglês, 05 Jun (Inforpress) – Doze formandos participam, de segunda-feira, 05 de Junho, e durante vinte dias, numa formação em produção de cal, promovida pela Associação Comunitária de Morrinho, em parceria com o grupo Resgata, com vista a recuperar esta tradição da ilha.

Segundo o responsável pelo projecto, Willberte Neves, esta acção de formação visa recuperar uma tradição antiga da ilha, que já vinha caindo em desuso, mas que bem trabalhada poderá ser uma grande alternativa para a construção civil em Cabo Verde, tendo em conta que o cal é um material de grande utilidade nesta área.

Conforme adiantou aquele responsável, a formação, que conta com o financiamento do Instituto Marquês de Valle Flor, Portugal, tem como objectivo contribuir para que os materiais locais sejam cada vez mais valorizados, e, com isso, criar mais postos de trabalho nesta região que tem vindo a sofrer com falta de emprego, principalmente na camada jovem.

“O nosso objectivo é, acima de tudo, recuperar uma tradição antiga e, posteriormente, criar uma cooperativa para produzir e comercializar o cal, à semelhança do que tinha acontecido no passado, em que o meu pai, a pessoa que nos vai formar, liderava este mercado por algum tempo, mas com o advento do cimento acabou por entrar em desuso”, lembrou.

A formação, que decore durante vinte dias e de forma prática, está orçada em cerca de 250 mil escudos e foi financiada pelo Instituto Marquês de Valle Flores, enquadrado no projecto de dinamização e requalificação urbana e turística da ilha do Maio.

A mesma vai ser ministrada por um formado e dois antigos produtores locais.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos