Maio: Agricultores de Monte Vermelho há um mês sem água para rega devido a avaria no sistema de bombagem

Porto Inglês, 24 Abr (Inforpress) – Os agricultores do perímetro agrícola de Monte Vermelho dizem-se “revoltados” com a Delegação do Ministério de Agricultura e Ambiente, devido a demora, há quase um mês, na reparação do furo que abastece o local há quatro anos.

Os agricultores procuraram a Inforpress para manifestarem “revolta”  por consideram que tem havido “falta de vontade” por parte da Delegação do do Ministério de Agricultura e Ambiente na ilha para resolver uma questão técnica no sistema de bombagem de água no furo,  que se vem arrastando há cerca de um mês.

Segundo o agricultor Ricardino Andrade, a situação neste momento está a tornar-se  “insuportável”, visto que praticamente já perderam toda plantação, fruto de um grande investimento que tinham feito para aproveitar esta época, que consideram de “alta”, mas que devido a este problema não estão a poder irrigar as suas plantas há cerca de um mês.

Para aquele agricultor, caso fosse um problema relacionado com  escassez de água,  até que poderiam compreender, visto que a ilha não tem recebido chuva há mais de dois anos, mas, conforme avançou, tem a informação de que o furo ainda possui um caudal de água suficiente para abastecer o perímetro “sem nenhum problema”.

Assim, dizem não aceitar “tanta demora” para a reparação de um problema técnico, que já pós em risco todo o investimento feito.

“A minha questão agora é saber quem vai custear todo o prejuízo que tivemos com este problema de falta de água durante este período” afiançou Ricardino Andrade, lembrando que durante estes quatros anos que estão a ser abastecidos com a água do furo têm vindo a pagar mensalmente a factura.

Por seu lado, João de Deus Dos Reis, um dos oito  agricultores daquela área agrícola afina pelo  mesmaodiapasão, afirmando que estão em contacto permanente com os responsáveis locais,  que lhes têm respondido que vão resolver a situação “o quanto antes possível”.

“É uma pena porque fizemos todo o nosso investimento e ver assim a nossa planta a morrer desta forma por causa de um problema técnico que já deveria ser resolvido, tendo em conta que a planta não aguenta tanto tempo sem água”, sublinhou.

João da Graça, igualmente agricultor no perímetro agrícola de Monte Vermelho, disse que estão “desesperados” com esta situação porque já não sabem o que fazer, passado praticamente um mês sem poderem irrigar as suas plantas.

Questionado sobre esta situação, a delegada do do Ministério de Agricultura e Ambiente na ilha, Teresa Tavares, mostrou-se “ciente da situação”, razão pela qual desde primeira hora disse ter enviado para o terreno os técnicos para analisarem a situação.

Ao mesmo tempo, precisou, disse ter contactado a Sonerf, que prontamente enviou um técnico para avaliar a situação, mas ao avaliar o problema constatou que o mesmo só poderia ser resolvido por um outro colega.

“Por isso, é algo que nos ultrapassa, mas já nos foram confirmado que hoje chegará  à ilha um outro técnico para resolver esta situação, pelo que também  pedimos a compreensão dos agricultores, visto que os técnicos estavam  em missão de serviço em outra ilha”, conclui.

WN/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos